Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

19
Jul19

A 3.ª parte de A Casa de Papel

por P. P.

 

Hoje, na NETFLIX foram lançados os 8 episódios da terceira parte de A Casa de Papel. O resumo que antecede o 1.º episódio, desta nova temporada, permite-nos “tomar o fio à meada”.

Casa de Papel 3

 

Cenários luxuosos e alguma ação fazem-nos recordar alguns filmes de 007. Entretanto, aos poucos, as novas personagens são dadas a conhecer. Desta vez, com o nome da nossa capital, Lisboa é aquela que, por seguir o coração, passou do lado da justiça para o da equipa de O Professor. Ela é a antiga agente de investigação policial, nas sessões anteriores. Entre outros, passaremos a conhecer o cérebro que esteve na génese do 1.º assalto praticado, entre outros. Ou seja, Palermo (Rodrigo de la Serna), Marsella (Luka Peroš), Bogotá (Hovik Keuchkerian), Alicia Sierra (Najwa Nimri) e Tamayo (Fernando Cayo) são os reforços desta nova etapa.

Esta temporada é mais do que um assalto. As personagens sofrem uma evolução e o espírito de grupo é um lema. Rio foi preso e a equipa começa por reunir-se no intuito de libertá-lo. No que ao assalto diz respeito, esse terá que ser grandioso. A resistência não admite que interfiram com os seus...

 

Quais são as suas expetativas para com esta nova temporada de La Casa de Papel?

14
Jul19

O documentário I Love You, Now Die

por P. P.

I Love You Now Die

 

O documentário I Love You, Now Die, da HBO, já se encontra totalmente disponível na respetiva plataforma, em 2 episódios, o último destes lançado nesta semana.

A adolescência, o mundo virtual, os antidepressivos, as doenças (ou perturbações) mentais, o homicídio e o suicídio são variáveis abordadas nesta obra, que se debruça num caso verídico americano, de forma imparcial, ao contrário do que sucedeu com o do caso Madeleine MacCann, da Netflix.

Conrad (18 anos) foi encorajado a matar-se pela namorada (?) Michelle (na altura, com 17 anos). Ambos marcados por infância e adolescência marcantes e dolentes. Michelle, sem amigos no liceu, com prováveis perturbações de personalidade, levou a que o "namorado", com acentuadas tendências homicidas, voltasse ao local onde pretendia terminar com a vida, conseguindo-o.

 

Terá sido o ato de Michelle intencional, por forma a ser falada pelas colegas e a assumir o papel de viúva, à semelhança do que acontecera na sua série preferida, Glee? Ou, será que procurou ajudar Conrad a chegar ao fim do ato, por forma a que este encontrasse "paz"? Michelle é uma criminosa, uma doente ou ambas? Terá a medicação influenciado os seus atos? O desenvolvimento do córtex cerebral destes adolescentes ter-se-ia processado por completo? Estas e outras questões levantam-se, durante o documentário. É ainda evidente a "negligência" dos pais  e todo um sistema perante sinais de doença mental ou comportamentos suicidas dos filhos. Pode ler ainda mais a respeito deste documentário aqui , cujo trailer partilho nestas duas hiperligações.

 

Na sua opinião, qual é a melhor forma de ajudar um adolescente ou jovem adulto, numa rede social, desconhecido e com tendência homicida, a não praticar o suicídio?

19
Mar19

Começar do Zero com

por P. P.

Censura

 

começar-do-zero

 

    Começar do Zero, em alguns países da Europa designado por Undressed, estreou este domingo, na TVI.

    O exercício no qual assenta este programa parece-me válido. Talvez muitos de nós devêssemos passar por esta experiência, no intuito de valorizar aquilo que temos, compreender os outros, levarmos a cabo o desprendimento, reconhecer a necessidade do outro e implementar a reutilização de materiais.

    Somente não entendo o que leva a TVI a ocultar os genitais dos concorrentes. Ups, claro, os brandos costumes...

 

 

 

25
Nov18

A depressão nos jovens em Malhação - Vidas Brasileiras

por P. P.

tvg_20181011-sz-malhacao-vidas-brasileiras

 

 

   As formações que tenho vindo a fazer e um problema de saúde nas duas últimas semanas impediram-me de acompanhar Malhação Vidas Brasileiras, no Canal Globo.

   Foi com grande agrado e satisfação que, nesta sexta-feira, no episódio da manhã, constatei a abordagem da depressão na adolescência, consequências no relacionamento com os outros e aceitação pelos pares e medicação. Se no caso dos adultos, nos nossos dias, fazer a medicação entre pares é complicado, imagine-se o caso das crianças ou adolescentes. Sim, a depressão também abraça crianças, pelo que todos os sinais e sintomas não devem ser descurados.

 

 

   Quase a chegar uma nova edição de Morangos com Açúcar, série portuguesa, da TVI, que sempre detestei e nunca acompanhei, limitando-me a assistir à influência negativa que exerceu nos nossos jovens, sobretudo nas suas primeiras temporadas, espero que, desta vez, se constate a abordagem de temáticas relevantes, com atores de diferentes raças, bonitos,feios... Em suma, que retrate a realidade, à semelhança do que acontece em Vidas Brasileiras. Uma novela, mesmo juvenil, modela comportamentos e pode induzir aprendizagens. Por outro lado, as ilusões geradas não são favoráveis. 

 

   A ilustração que se segue, infelizmente corresponde a uma realidade que muitas vezes se observa nas aulas de ciências da natureza. Mais tarde, abordarei este tema.

 

Na sala de aula de ciências

 

07
Ago18

On Top na Prostituição... Não é Fácil de Entender

por P. P.

   No dicionário da Priberam procurei o significado de "prostituição".

Eis o resultado:

 

 

(prostituir + -ção)

nome feminino

1. Ato ou efeito de prostituir.

2. Atividade de quem obtém lucro através da oferta de serviços sexuais.

3. Vida desregrada de devassidão. = LIBERTINAGEM

4. O conjunto das pessoas que se prostituem.

5. Profanação.

6. Servilismo degradante.

 


"prostituição", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa , 2008-2013,
 
  

bear-ceramic-bear-ceramic-figure-165746.jpg

 Photo by Mabel Amber from Pexels

 
 
 
   Como definir um programa da TVI, cujo nome remete-nos a "Acima de Tudo, o Amor", para o qual os participantes são contratados, por forma a praticar sexo, entre elementos de diferentes géneros? E o que dizer a respeito dos intervenientes? 
 
   Penso nunca ter visto este programa na íntegra, no canal generalista, mas ontem, dediquei algumas horas a visualizar o canal específico da TVI, dedicado a este programa. Em certo momento, um rapaz disse: -"Aquela que mais me seduz é a que tem uma tatuagem na bunda." Outro questionou-o, rindo com os restantes: - "O que tu queres é ver a tatuagem que tem à frente!". Deixemo-nos de moralismos. De facto, é o que ele e os outros pretendem dada a faixa etária e valores. Mas o que aprendemos com este programa? Que algumas mulheres gostam de ser encaradas como objetos de desejo? Que uns homens com o corpo cuidado dos pés à cabeça repudiam uma brincadeira mais ousada por parte de outro colega, dado comprometer, ao que parece, a sua masculinidade? Que...
 
   Para mim, não é fácil entender.
Intervenientes que se dedicam à prostituição na televisão e concomitante promoção dos serviços?
 
Um público que se excita e/ou masturba perante corpos trabalhados, independentemente das sinapses e do número de palavras proferidas por minuto? 
 
É isto?
O que vos parece?
 
10.º blogue mais comentado do dia.
04
Ago18

El Chapo - a terceira e última temporada

por P. P.

   El Chapo é uma série Netflix, acerca do poderoso narcotraficante Mexicano conhecido pelo mesmo nome, dado ter uma estatura baixa. Pode ler aqui, a minha opinião acerca das duas primeiras temporadas. Aquelas que considerei, em vários níveis, superiores a Narcos.

 

El-Chapo

 

   No passado dia 27 de julho estreou entre nós, a útima temporada, cujo trailer pode ver aqui

 

 

 

   Esta temporada retrata acontecimentos entre 2009 e 2017, com destaque para a queda do traficante de drogas e líder do Cartel de Sinaloa. No auge do crime, ele começou a perder forças e domínio junto aos políticos mexicanos, dadas as alianças destes com a DEA, até perder a liberdade e ser extraditado para a América, um dia antes da tomada de pose por Donald Trump.

 

   De uma maneira geral, nestes últimos 13 episódios, dado o período histórico, aborda a captura de El Chapo, sua fuga de uma prisão de segurança máxima e finalmente quando é recapturado e extraditado para os Estados Unidos.

 

   Senti falta da violência e dinâmica presentes nas duas temporadas anteriores da série, mas a forma como o poder político é-nos apresentado levou-me a refletir no que se verifica, ainda que noutras vertentes (aparentemente!), noutros países. Quantas situações similares, devidamente ajustadas, com a nossa história desde o início da chamada "democracia"...

Tudo pelo poder.

 

23
Jul18

SOS - A minha família precisa de ajuda

por P. P.

media.nrj.fr_1_sos-couple-jeremy-l

 

   Uma vez mais, ontem à noite, no canal francês NRJ12 deparei-me com o programa SOS Ma Famille a Besoin d'Aide, apresentado pelo educador, desportista e coach Pascal Soetens. No ar desde 15 de abril de 2014.

 

   Perante famílias disfuncionais e adolescentes problemáticosPascal procura levar a assertividade, educação e o respeito mutuo. As atividades propostas, típicas de um coach familiar são bastante interessantes. Se quiser, pode assistir a um episódio aqui ou a vários, no canal oficial do Dailymotion , do YouTube ou no NRJ Play.

 

 

   Ontem, assisti ao especial ilustrado pela imagem, na qual um jovem casal foi orientado a amar-se, respeitar-se e levar a cabo as incumbências típicas do mundo dos adultos, de que é exemplo, trabalhar. 

 

   É sabido que defendo este tipo de programas, inclusive o Super Nanny, como escrevi aqui, uma vez que nos prestam orientações bastante pertinentes nos campos da educação, respeito e vida em sociedade. Por outro lado, admiro quem pede ajuda, uma vez que poucos são aqueles que têm noção desta necessidade tal como acontece, noutra vertente, na visita ao psicólogo ou psiquiatra. 

 

   Dos adolescentes que nos são dados a conhecer neste programa, muitos são o retrato daqueles que se disseminam nas nossas Escolas, regra geral em cursos/vias específicas. Parte deles, fruto de uma educação permissiva na infância. O que podem e devem fazer os professores perante a permanente e crescente falta de autoridade? E os agentes de segurança, independentemente do género, que se debatem com o mesmo problema? Procurando um outro lado do programa, estes são aqueles que, quando apresentados a alguns dos diretores das nossas Escolas, não se coíbem de os mandar "à m#rd@", enquanto eles sorriem e fingem nada ouvir. Sim, já assisti a este fenómeno várias vezes. Para não falar na discrepância, em alguns casos, na aplicação do Estatuto do Aluno a estes alunos e a outros que, por uma ou várias razões, não o cumpriram.

 

   As Escolas devem oferecer serviços de coaching?

Em vosso entender, qual seria o grau de aceitação de um programa semelhante no nosso país? Criar-se-ia o mesmo celeuma gerado em redor do Super Nanny?

23
Mai18

A série Safe - mistério do princípio ao fim

por P. P.

Safe

 

   Safe é uma minissérie original da Netflix, que estreou no nosso país no dia 10 deste mês. Em 8 episódios, o suspense e o inesperado sucedem-se.

   Como protagonista,  Michael C. Hall, famoso por Dexter e Six Feet Under. Ele interpreta um famoso cirurgião, que não chegou a tempo para assistir aos últimos momentos de vida da sua mulher, o que deixou a filha mais velha revoltada. Esta, desaparece de forma misteriosa, no dia de uma festa improvisada por uma amiga rebelde e na qual, um corpo aparece a flutuar na piscina.

   O que terá levado a adolescente a desaparecer? Terá assassinado o corpo que aparece na piscina? Ou será este o seu corpo?

Uma viagem ao passado, nos tempos de hoje.

 

Com uma classificação de 4,5  em 5.

 

 

 

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sussure-nos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos

Ainda que procure uma utilização cautelosa e não abusiva de textos, imagens e sonoridades, poderá haver lugar à utilização indevida de obras objeto de direitos de autor. Contudo, apesar do recurso às hiperligações de origem, sempre que a legislação o implique ou seja devidamente informado, de imediato procederei a reajustes. Os textos e fotografias sem referência bibliográfica são da minha autoria.

Wook