Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

26
Jun18

Os R da Sustentabilidade

por P. P.

 

Sustentabilidade

 

 

   A política dos 3 R consiste num conjunto de medidas de ação adoptadas em 1992, por ocasião da Conferência da Terra, realizada no Rio de Janeiro, bem como no 5.º Programa Europeu para o Ambiente e Desenvolvimento de 1993.
Esta política é válida para todo o tipo de resíduos/efluentes sólidos, líquidos e gasosos. Os 3 Rs da sustentabilidade (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) são ações práticas que visam minimizar o desperdício de materiais e produtos, além de poupar a natureza da extração inesgotável de recursos. Adotando estas práticas, é possível diminuir o custo de vida reduzindo gastos, além de favorecer o desenvolvimento sustentável.

 

REDUZIR

   Consiste em evitar a produção de resíduos, evitando consumos desnecessários, utilizando produtos em embalagens familiares ou sem embalagens excessivas, recorrendo a novos materiais, designs inovadores e tecnologias com maior respeito pelo ambiente, uso racional da água, economia de energia elétrica e de combustíveis. Na redução, o objetivo é comprar bens e serviços de acordo com nossas necessidades para evitar desperdícios, adotando um consumo não apenas com consciência ambiental, mas também económica

REUTILIZAR

   Consiste em utilizar um produto mais do que uma vez para o fim para o qual foi produzido ou para outro fim. Para tal, devemos optar por embalagens com recarga, aproveitar o verso das folhas para rascunho, preferir pilhas recarregáveis, atualizando os processos produtivos e adotando tecnologias mais limpas.

RECICLAR

  A reciclagem envolve o processamento de um material com sua transformação física ou química, seja para a sua reutilização sob a forma original ou como matéria-prima, para a produção de novos materiais com finalidades diversas. Por exemplo, pneus antigos podem se tornar componentes para asfalto ou latas de alumínio podem ser fundidas para darem origem a novas latas. Mas nem todos os lixos são recicláveis. Para que os materiais possam ser reciclados é necessário proceder a sua deposição no respetivo ecoponto. Os materiais mais comuns no processo de reciclagem são o vidro, o papel/cartão e o plástico/metal.

 

   Com a evolução e dado o facto destas medidas serem recentes integrou-se um "novo R", passando a falar-se nos 4 R's da Sustentabilidade: Reduzir, Reutilizar, Reciclar e Reparar.

 

Sustentabilidade

 

 

REPARAR

   É um processo que consiste na recuperação de certos materiais, que ainda estejam em  condições mínimas para serem trabalhados e posteriormente utilizados, como é o caso dos móveis.

 

 

 

Alguns aspetos a considerar:

 

- Os mais velhos resíduos do mundo foram encontrados na África do Sul e têm cerca de 140 mil anos de idade. Estes resíduos contém ossos, carvão, fezes e restos de cerâmica;

- O papel pode levar 3 a 6 meses a ser "absorvido" pela natureza;

- Uma simples pastilha elástica pode levar 5 anos a ser decomposta;

- As latas de refrigerante podem levar 100 anos para se decomporem;

- O plástico pode levar até 500 anos;

- Se reciclarmos uma tonelada de papel salvam-se cerca de 20 árvores;

- Os plásticos são feitos a partir do petróleo.

16
Jun18

Este é o planeta Terra, o nosso, com recursos naturais não renováveis

por P. P.

 

screw-clamp-64173.jpg

 

 

 

 

   Os recursos naturais são, em grande parte não renováveis. Há que utilizá-los com peso e medida, procurando medidas alternativas. Mas este não é um comportamento imposto aos Portugueses, ou que faça parte dos seus hábitos, e muito menos implementado pelos diferentes Governos que têm passado por este país, cada ano mais triste.

 

   O Ambiente é encarado de forma irresponsável, eterno e algo etéreo. Atenda-se, por exemplo, ao que se continua a verificar em Pedrogão Grande e na já esquecida região centro, afetada pelos incêndios de outubro de 2017. Neste momento, questiono-me a respeito da existência de muitos dos recursos ditos naturais renováveis. Assistimos ao desaparecimento de espécies, às pragas de outras em deterioramento de outras, grande parte da água do planeta, além de salgada, está poluída, não obstante o seu Ciclo... O vento e o Sol não são controláveis pelo homem.

 

   Portugal esgota hoje os recursos naturais renováveis de 2018, o que significa que vai começar a usar meios que só deveria utilizar a partir de 01 de janeiro de 2019, anunciou a associação ambientalista Zero.

 

   <<Se cada pessoa no planeta vivesse como uma pessoa média portuguesa, "a humanidade exigiria o equivalente a 2,19 planetas para sustentar as suas necessidades de recursos", o que implicaria que "a área produtiva disponível para regenerar recursos e absorver resíduos a nível mundial esgotar-se-ia neste dia 16 de junho".

"Portugal é, há já muitos anos, deficitário na sua capacidade para fornecer os recursos naturais necessários às atividades desenvolvidas (produção e consumo). A nossa pegada 'per capita' é de 3,69 hectares globais, mas a nossa biocapacidade é de 1,27 hectares globais, com base em dados revistos para toda a série histórica desde 1961", escreveu a Zero, num comunicado(...) O consumo de alimentos (32% da pegada global do país) e a mobilidade (18%) encontram-se entre as atividades humanas   diárias que mais contribuem para a pegada ecológica portuguesa e são "pontos críticos para intervenções de mitigação da pegada", segundo a Zero.>> Fonte - Sapo 24

 

   Recordo que,  na 2.ª metade dos anos 80  estudei, em biologia, de acordo com o professor de então, que as reais consequências do efeito de estufa fazer-se-iam sentir passados milhares de anos. Afinal,...

 

   Não será tempo de deixarmos de ignorar estas formas de alerta e passarmos a ser cidadãos ativos/responsáveis?

 

 

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sussure-nos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos

Ainda que procure uma utilização cautelosa e não abusiva de textos, imagens e sonoridades, poderá haver lugar à utilização indevida de obras objeto de direitos de autor. Contudo, apesar do recurso às hiperligações de origem, sempre que a legislação o implique ou seja devidamente informado, de imediato procederei a reajustes. Os textos e fotografias sem referência bibliográfica são da minha autoria.

Wook