Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

27
Fev18

Leitura - Pecados Santos

por P. P.

   Há 2 dias comecei a ler o último livro de Nuno Nepomuceno, referido na página do Facebook do autor, licenciado em matemática. 

 

Ontem, li 131 páginas de uma só vez. Nada encontrei que me fascinasse na TV ou Internet, pelo que ao som de música clássica dediquei-me a este livro enigmático, que tanto ensina sobre religião, ao deambular entre uma sucessão de crimes. Aspetos do Judaísmo e não só. Um thriller

 

   Recomendo, vivamente, a minha última leitura,  Mil Sóis Resplandecentes.

Não ficará indiferente, garanto!

 

 

Pecados Santos by PP

 

 

18
Jan18

Leitura - Mil Sóis Resplandecentes

por P. P.

 

 

<< - Que rapariga estúpida! Pensas que tens alguma importância para ele, que és desejada na casa dele? Pensas que te considera uma filha? Que te vai receber lá? Deixa-me dizer-te uma coisa. O coração de um homem é perverso, perverso, Mariam. Não é como o ventre de uma mãe. Não sangra, não se dilata para te arranjar lugar...>>

 

Khaled HosseiniMil Sóis Resplandecentes

 

 

 

 

IMG_20180117_104956_237 by PP

 

 

 

Mil Sóis Resplandecentes, de Khaled Hosseini, acompanha a história de duas mulheres afegãs, de duas gerações distintas, cuja vida se cruza no meio das convulsões que afetaram o país no último quarto do século XX e início do século XXI. O livro, escrito numa linguagem acessível mas tocante, faz com que o leitor tome contacto com uma realidade completamente diferente da nossa e, muitas vezes, quase inacreditável perante tantos valores que hoje e já desde há algum tempo tomamos como certos. Encontramo-nos cara a cara com a intolerância, com a guerra e com a força da tradição. Mas é também nesse cenário que percebemos o poder da amizade e do amor.
Muitas coisas me tocaram ou chocaram ao longo da leitura deste livro, mas nada como a transcrição de um panfleto com as regras impostas pelos talibans às mulheres, quando chegaram ao poder. Proibições de sair de casa desacompanhadas, de mostrar o rosto, de cruzar o olhar com um homem ou de rir, trabalhar e ir à escola. Custa a acreditar que isto tenha existido.

 

Célia M., Mil Sóis Resplandecentes, acedido em 17/01/2018, às 16h 30 min

 

26
Ago17

Opinião do livro Aqueles que Merecem Morrer

por P. P.

   Em cada capítulo, uma personagem. 

Personagens que se cruzam numa escrita envolvente e com mistério.

Pessoas que não sabem que "ninguém é de ninguém", mergulhando na profundidade do inconsciente que apela a atos pouco nobres e irrefletidos na sua essância, apesar de devidamente planeados. Para eles, existem aqueles que merecem morrer, sem lugar ao adeus.

 

Para si, quem são "aqueles que merecem morrer"?

 

 

Aqueles que Merecem Morrer

 

 

 

06
Ago17

Leitura - De Negro Vestida

por P. P.

   Este é o livro que a minha mãe, nos seus 66 anos, devorou num ápice. De João Paulo Videira, da Chiado Editora, um retrato de muitas mulheres da sua geração.

 

A respeito desta obra, na contracapa da minha edição, José Cabeleira Gomes refere:

 

(...) Este romance, ao dar voz à mulher, ajusta contas com o homem. Incapaz de distinguir o sexo do amor, incapaz de respeitar a mãe dos seus filhos. O homem cobridor!" ...

 

 

 

20170805_De Negro Vestida por PP

 

Atualização, em 25 de setembro de 2017

 

Para saber mais, a respeito da obra, leia esta publicação, no blogue do autor.

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sussure-nos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos

Ainda que procure uma utilização cautelosa e não abusiva de textos, imagens e sonoridades, poderá haver lugar à utilização indevida de obras objeto de direitos de autor. Contudo, apesar do recurso às hiperligações de origem, sempre que a legislação o implique ou seja devidamente informado, de imediato procederei a reajustes. Os textos e fotografias sem referência bibliográfica são da minha autoria.

Wook