Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

Série O Mecanismo - um reflexo da realidade do nosso país?

O Mecanismo

 

   O Mecanismo é uma série brasileira, dirigida por José Padilha, aquele que assinou Tropa de Elite. Trata-se de uma coprodução Netflix baseada na obra Lava Jato: O juiz Sergio Moro e os bastidores da operação que abalou o Brasil de Vladimir Netto. Nos papéis principais, Selton Mello e Caroline Abras.

 

   Num formato que oscila numa mistura de documentário e drama, é-nos dado a conhecer todo o esquema de corrupção conducente à ainda atual Operação Lava-Jato, até 2014, sendo que esta ainda decorre. Isto leva-me a ponderar uma eventual 2.ª temporada. A realidade das situações e muitas das situações podem levar alguns espetadores a associarem esta "história" brasileira, ao que se tem verificado no nosso país.

 

   Pessoalmente, não fiquei seduzido pelo 1.º episódio e parte do 2.º. Ao ler críticas muito positivas por parte de ingleses e americanos decidi dar uma nova oportunidade a O Mecanismo. De facto, fiquei "acorrentado". Apenas a apontar o som durante os diálogos, uma vez que as personagens falam baixo e em algumas cenas sussurram. Tive dificuldade em entender muito do que era dito, ponderando colocar legendas em português ou inglês, opção não disponível, ou modificar o áudio para inglês. Nas cenas sem diálogos, o som e respetivos efeitos são bons. A apontar a iluminação, em tons quentes, dando maior beleza à série, sobretudo às cenas eróticas.

 

   A personagem interpretada por Selton Mello surge-nos com ar desgastado, cansado de lutar pela justiça e remar contra a maré, o que expressa no olhar e voz, enquanto interveniente ou narrador. A seu lado, uma polícia forte, personagem fictícia, que consegue posicionar-me, na pele de atriz Caroline Abras.

 

   No Brasil decorreram alguns movimentos liderados, inclusive, por antigos políticos, por forma a tentar boicotar o lançamento e/ou conteúdo desta série. Esta classe é mostrada tal como é, corrupta, fator semelhante a muitos episódios que se verificam (verificaram) no nosso país, em alguns contextos semelhantes.  

 

   O Mecanismo podia chamar-se A Teia. Um ciclo semelhante a muitos biológicos norteiam todo o esquema de corrupção, desde, por exemplo, o canalizador, até ao ministro mais conhecido. Não há lugar para as favelas ou quadros de miséria, atendendo às classes sociais envolvidas no escândalo.

 

   Conseguirão os nossos policiais desvendar todo O Mecanismo?

Não sofrerão represálias?

 

Veja o trailer.

 

 

Sugestão de leitura: artigo de O Observador

6 comentários

Comentar post