Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular de dois pólos

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular de dois pólos

Perfume - a série da Netflix baseada no livro de Patrick Süskind

netflix-perfume

 

 

 

    Perfume (Parfum) é uma série, de 6 episódios, adaptada da obra com o mesmo título de Patrick Süskind. Este romance, que deu origem ao longa-metragem Perfume - A História de um Assassino, é ambientado em França, durante o Século XVIII e acompanha as práticas de um assassino em série, com um olfato absurdamente apurado, e que desenvolve uma maneira de engarrafar, conservando, os odores das suas vítimas, transformando-os em perfumes. A procura de uma poção mágica capaz de enfeitiçar todos. Nesta série, a ação decorre na Alemanha dos nossos dias, fazendo referência ao passado de um grupo de jovens estudantes com 13 anos, em 1997.

 

    Na ação, uma investigadora e sua equipa, amante do detetive que a coordena, procuram descobrir e impedir a atividade do serial killer que regressou, matando uma cantora, membro de um grupo de antigos alunos de um colégio católico na década de 90, do qual era o elemento mais sensual e desejado. Cortes específicos, remoção das glândulas sudoríparas, dos genitais e pedaços de cabelo eram prática recorrente deste. Desta forma, a investigação ruma ao passado, levado-nos ao grupo de amigos desta personagem, o qual experimentou, naqueles tempos, manipular fragrâncias humanas. Simultâneamente, a descoberta da sexualidade.

 

    Até ao momento, todas as críticas que li a respeito desta série foram positivas. 

<<O Perfume é uma série mais densa do que o público fã dos mistérios da Netflix está acostumado. Na verdade, aqueles que buscarem apenas a tensão e a intriga do mistério principal, podem acabar se decepcionando com o ritmo lento da investigação, e com a dispersão da trama, que não hesita em deixar o mistério de lado para contextualizar alguma ação dos protagonistas. Os flashbacks acabam sendo complementos eficientes para a trajetória dos personagens, não só revelando pontos cruciais para a investigação, mas proporcionando uma intimidade maior ao espectador.>> - Observatório do Cinema, em 03/01/2019, às 19h 06 min.

 

    Contudo, para mim, esta não é uma série cativante, à semelhança de outras da Netflix. Cada episódio, com cerca de 1h, tem um ritmo lento, tornando-se, por vezes, confuso. Com excelente qualidade de luz e fotografia, o mesmo não se aplica a grande parte dos figurinos. As roupas referentes a 1997 não são, em todos os casos, as de então. Relativamente aos efeitos especiais, todos os corpos mutilados parecem uma boneca insuflável, sem o pormenor da boca. Da escolha de atores, pessoas que deveriam estar na faixa dos 30 ou início dos 40 anos, muitos deles são bem mais velhos. 

    Os episódios têm pouca dinâmica, apesar da riqueza das personagens, terror e o mistério acaba por tornar-se irritante. Deixo-vos o trailer, aguardando as vossas opiniões.

 

 

 

 

12 comentários

Comentar post