Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

A segunda temporada de O Marginal

 

el-gran-cambio-de-pantera-de-los-simuladores-a-el-

 

 

 

 

   Já escrevi acerca de O Marginal (El Marginal). Nesta semana, pela Netflix chegou-nos a 2.ª temporada da série. A ação decorre na prisão de alta-segurança de San Onofre, 3 anos antes da conclusão da 1.ª temporada. Ou seja, acompanhamos o processo de chegada à liderança, da maioria dos gangues dos prisioneiros, pelos irmãos Borges. 

 

   A violência e o calão estão presentes em todos os episódios, de forma sempre contextualizada. Afinal, a série retrata a realidade de muitas prisões na América Latina. Dinâmica, ação, corrupção, prostituição, sexo entre homens, tráfico de droga, motins e mentes assassinas são ingredientes de O Marginal. Saliente-se ainda, a forma como os reclusos são conduzidos para uma prisão de alta-segurança, a qual é levada a cabo sem critérios, o que, perante uma ineficaz inserção no mundo real, implica o aumento da criminalidade. Por outro lado, pessoas que praticaram pequenos delitos, inseridas no seio de criminosos muito perigosos, por forma a sobreviverem naquele espaço, são obrigadas a cometer outros delitos ou suicidarem-se.

 

   Veja o trailer.

 

 

 

 

14 comentários

Comentar post