Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

A Sociedade dos nossos dias

Do melhor ao pior e vice-versa

Setembro 03, 2019

P. P.

Imagem encontrada no FB s/ ref ao autor

As situações alarmantes contrastam com os egos inflamados.

A fotografia, muitas vezes, traduz o egoísmo e espelha a vaidade. Os média procuram formatar as mentalidades, dando origem a sociedades estáticas, sem pensamento próprio, nem divergente. Enquanto isso, a destruição da casa da biodiversidade e condições que a permitem deambula ao sabor dos prazeres hereges de políticos eleitos de forma inusitada.

A razão já não filtra nem vai além do empirismo. Enquanto o caos espreita a cada canto, o bicho homem divaga e afunda-se rumo a um céu desprovido de anjos, repleto de demónios.

Cuide de Si

Respeite os seus momentos

Setembro 01, 2019

P. P.

Os cuidados com o rosto e restante pele, assim como, nalguns casos, os cabelos, devem fazer parte das nossas rotinas. Usufrua desses momentos, mimando-se e aproveite para libertar os maus pensamentos e "energias". 

Em casa, crie o seu SPA, mesmo com escassez de tempo. 

 

20190901_122746 - foto by PP

Hoje, é dia da minha máscara de noite, após a lavagem e tonificação do rosto. Da minha variedade de produtos, optei pela Drops of Youth da Body Shop. Na fotografia reparem nos procedimentos recomendados. De início, habituar-me não foi fácil (nada!). Atualmente, até o creme pós-barbear é aplicado daquela forma.

 

Fale-nos um pouco, a respeito das suas rotinas.

Além da beleza

O corpo perfeito, a moda e as mentalidades

Agosto 30, 2019

P. P.

josu-172

Ao longo dos tempos, o ideal de "perfeição" tem vindo a sofrer mutações de maneira pouco cíclica.  Durante séculos, consistiu num manto preto, disfarçado com lantejoulas, que nem sempre sitiou somente as mulheres. Do rosto, o conceito social padronizado estendeu-se ao corpo.

A ambição do Homem e a vaidade levaram-no a perseguir ideais que põem em causa a sua saúde. Tudo, por um conceito tão subjetivo quanto a feira das vaidades. Chamam-lhe metas, estar focado em, ... Um mundo nem sempre atinente. 

Nos nossos dias, com o acesso facilitado a produtos de beleza, tratamentos de estética, drogas e outros recursos, apoiados pela disseminação da "aparência perfeita", levada a cabo pelas redes sociais e APP, o umbigo de muitos passou a ponto de idolatração, veneração e sensualização, em diferentes contextos. O nosso templo de cuidado tornou-se diabolicamente mais amado e destacado, ao invés das interações sociais, o amor pelo próximo e os atos louváveis. 

Do corpo, para o  corpo e por todo o corpo. 

Neste âmbito, a aceitação da diferença tem vindo a adquirir contornos xenófobos. É prioritário obedecer aos critérios estipulados por uma certa indústria, inatingíveis por muitos, por motivos hereditários, problemas de saúde, orgânicos, fisiológicos, morfológicos. Os seguidores desta estranha forma de religião consideram-se os mais saudáveis, os mais capazes, os mais... Entramos no campo dos influenciadores digitais, entre tantos outros caminhos deste labirinto. O próprio regime alimentar tem vindo a sofrer alterações em nome de ideologias que nada mais são do que fruto da vaidade. 

Por vezes, um acontecimento leva a que a luz se acenda. Mas o saber científico e as práticas a evitar [1] continuarão desprestigiados.

O Eu, as máscaras, as sombras e os enganos. [2]

 

Leitura proposta: aqui.

O que Pouco ou Nada muda

O Direito das Crianças, na prática

Agosto 23, 2019

P. P.

Capa do DN desta semana

Muito se fala e escreve a respeito dos Direitos e Deveres das Crianças. Em muitos casos, de forma exagerada e algo impiedosa, para com aqueles que falharam num momento, por desconhecimento. 

Quantas "instituições" formadas, com CPCJ cujos elementos são escolhidos de acordo com critérios partidários, desprovidas de vontade e sensibilidade? Como estamos em Portugal, o importante é alimentar as aparências. Por outro lado, a forma como os seus integrantes são louvados, em meios pequenos: eles são as pessoas do bem, que se dedicam a causas complicadas. 

Perante este meu repúdio, conducente a 2 ameaças de morte, no meu passado, aspetos relevantes:  

a) em muitos casos, quem denuncia é dado a conhecer aos "agressores";

b) perante a intervenção, com ou sem assistentes sociais, numa tentativa de ganhar confiança, melhorando algumas das condições, do outro lado uma resposta suspeita;

c) e as palavras que ainda hoje guardo em mim: "Essas não são as suas funções. Para isso a Escola tem uma assistente social". De nada adiantou dizer: "Mas sou o DT e sempre tive facilidade em chegar ao mundo dos meus alunos. Já trabalhei com casos semelhantes."

 

Atinente a este caso, fazem sentido as palavras do Instituto de Apoio à Criança e Ministério da Educação. as quais pode ouvir aqui?

Leia + sobre este tema aqui.

Direitos

Ainda que procure uma utilização cautelosa e não abusiva de textos, imagens e sonoridades, poderá haver lugar à utilização indevida de obras objeto de direitos de autor. Contudo, apesar do recurso às hiperligações de origem, sempre que a legislação o implique ou seja devidamente informado, de imediato procederei a reajustes. Os textos e fotografias sem referência bibliográfica são da minha autoria.

Arquivos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D