Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos [in] sensatos de reflexão, opinião e entretenimento

I Love Dick

I love dick

 

 

 

   O que estarão a pensar desse lado, face ao título deste post?

Estou curioso!

 

   Neste caso, Dick não é uma "pila", mas o nome de uma personagem masculina. Nada peculiar!

Por outro lado, I Love Dick é uma série, em 8 episódios de 30 minutos cada, que podemos ver na Prime Video, da Amazon. A sexualidade vista numa perspetiva feminina, mas que, curiosamente, explora mais o corpo feminino do que o masculino, omitindo toda a genitália .

 

   Chris e Sylvere, habitantes de uma comunidade académica no interior do Texas, têm dificuldade em manter o seu casamento, enquanto precisam lidar com a obsessão em comum pelo desagradavelmente carismático Dick. Enquanto a união se desfaz, um artista nasce, e com o decorrer da ação, Dick relutantemente vê-se endeusado. 

 

   Por vezes, deparamo-nos com devaneios que assim devem permanecer. Nem sempre a atração idealizada corresponde à real. Uma comédia ligeira, para um público jovem adulto.

 

 

 

 

Insensato.jpg

A série Red Oaks

Red Oaks 2014-17

 

 

 

   É apaixonado pela década de 80?

Gosta de humor com uma carga sensual? Não dispensa os êxitos musicais dos 80s?

Aprecia uma série ligeira, com episódios que não chegam aos 30 minutos?

 

Pois bem, as três temporadas de Red Oaks, entre 2014 e 2017, estão disponiveis na Prime Video , em UHD e HDR.

O regresso ao passado permite-nos recordar as "formas de engate" de então, os agora ridículos exercícios físicos praticados, a troca de olhares, nos balneários, entre os "em forma" e gordos, as plásticas, o que se perdeu com o deambular dos tempos, a evolução, ...

 

De seguida, deixo-lhe os trailers das 3 temporadas.

 

Temporada 1

 

 

Temporada 2

 

 

Temporada 3

 

 

Insensato.jpg

A série Élite - problemas de identidade, sexo e...

 

Netflix-Elite

 

 

 

 

   Ontem, pela Netflix, estreou a segunda produção espanhola desta produtora, Elite. Em oito episódios, com atores de A Casa de PapelMaría PedrazaMiguel Herrán e Jaime Lorente, ao trio junta-se Itzan EscamillaMiguel BernardeauArón PiperEster Expósito ou Mina El Hammani. A série foi criada por Darío Madrona e Carlos Montero .

 

   Em Elite encontramos pontos comuns a Por 13 Razões . Insere-se na categoria de thriller para adolescentes/ jovens adultos, com classificação "para maiores de 13 anos".

 

   Após um terramoto ter destruído uma Escola pública, os alunos são distribuídos por outras. A uma privada, de elite, chamada Las encinas, chegam 3 rapazes e uma rapariga, de classes média-baixa. O choque logo se faz sentir. Por muitos, estes são encarados como uma praga. É então que tudo gira em torno de um assassinato e na procura do assassino. O que somos capazes de fazer para sermos aceites pela elite?

 

   Nesta série são abordadas questões tais como a xenofobia, as minorias religiosas e culturais, a homossexualidade e o islamismo, o consumo de drogas, o sexo a três, a corrupção, o mundo da falta de afetos, a vida precária dos professores e o que as redes sociais podem dizer a nosso respeito. 

 

   Com magníficas representações e banda sonora, Elite tem algo de "americano". Aliás, apesar da ação decorrer numa Escola Secundária, no nosso contexto tal aplica-se, sobretudo, à faculdade. Comparativamente a outras séries que vi, pouco traz de novo para reflexão e aprendizagem. O final é, a meu ver, fantástico, deixando em aberto uma próxima temporada.

 

 

Insensato.jpg

A segunda temporada de O Marginal

 

el-gran-cambio-de-pantera-de-los-simuladores-a-el-

 

 

 

 

   Já escrevi acerca de O Marginal (El Marginal). Nesta semana, pela Netflix chegou-nos a 2.ª temporada da série. A ação decorre na prisão de alta-segurança de San Onofre, 3 anos antes da conclusão da 1.ª temporada. Ou seja, acompanhamos o processo de chegada à liderança, da maioria dos gangues dos prisioneiros, pelos irmãos Borges. 

 

   A violência e o calão estão presentes em todos os episódios, de forma sempre contextualizada. Afinal, a série retrata a realidade de muitas prisões na América Latina. Dinâmica, ação, corrupção, prostituição, sexo entre homens, tráfico de droga, motins e mentes assassinas são ingredientes de O Marginal. Saliente-se ainda, a forma como os reclusos são conduzidos para uma prisão de alta-segurança, a qual é levada a cabo sem critérios, o que, perante uma ineficaz inserção no mundo real, implica o aumento da criminalidade. Por outro lado, pessoas que praticaram pequenos delitos, inseridas no seio de criminosos muito perigosos, por forma a sobreviverem naquele espaço, são obrigadas a cometer outros delitos ou suicidarem-se.

 

   Veja o trailer.

 

 

 

 

Insensato.jpg

A série Ingovernável

Ingobernable

 

 

   Já escrevi acerca da primeira temporada de Ingovernável

Um pouco tarde, no passado dia 14, chegou-nos a 2.ª temporada desta série dirigida pela também atriz principal  Kate del Castillo, aquela que foi a primeira La Reina del Sur (A Rainha do Sul). 

 

   O genérico faz lembrar o dos velhos James Bond. O deambular entre o vermelho e o preto e os corpos que oscilam, ora flutuando, ora se agarram e logo se afastam. O reencontro com uma das personagens de Sense 8 - Eréndira Ibarra -, com uma prestação invejável e o Pote de A Rainha do Sul.

 

   Esta 2.ª temporada é muito mais dinâmica do que a 1.ª, repleta de cenas de ação e mistério.

O México condena a anterior e querida 1.ª dama, culpabilizando-a pela morte do marido e participação em atos terrorristas. Enquanto isso, a nossa heroína procura descobrir o paradeiro da filha e depara-se com o perfil do pai, totalmente diferente daquilo que esperava. 

"Como a guerra traz dinheiro", frase utilizada em certo momento deste drama político, diferentes cartéis procuram domar os mexicanos, alcançando o poder. Para tal, ninguém melhor do que uma poderosa narcotraficante americana. Mas a antiga primeira dama e o seu pequeno grupo de "marginais" continuará a lutar pela paz.

O retrato crítico, ainda que fictício, de um país, infelizmente, como tantos outros.

   Um ponto negativo é o 7.º episódio, no qual nos perdemos (ou assim pensamos) quando, tudo não passou de um devaneio...

 

 

Insensato.jpg

A terceira temporada de As Telefonistas

Las Chicas del Cable

 

 

 

 

 

   A terceira temporada da série da plataforma Netflix, Las Chicas del Cable (As Telefonistas) mantém a qualidade das anteriores. 

   Desta vez, Eva, a filha de Lídia é supostamente raptada, após um incêndio inusitado no seu casamento. Com uma vilã que nos deixa enfurecidos, mesmo atendendo à idade, todo e qualquer elemento da sua família pode ser vítima do seu perfil maquiavélico.

   Mantém-se a luta pelos direitos das mulheres e a formação de grupos que disseminam o terror, ao invés de mostrar os objetivos que os move. Outra situação caricata, com os personagens mais cómicos da série, prende-se com o aparecimento de um irmão gémeo. E quando uma esposa não distingue o marido do irmão? 

 

   Como a vida é feita de conquistas e perdas, o alcance de um objetivo pode levar à provável morte de alguém amado. E assim, fica em aberto uma nova temporada.

 

Eis o trailer.

 

 

Insensato.jpg

Série "A Catedral do Mar"

La-Catedral-del-Mar

 

 

    A Catedral do Mar (La Catedral del Mar, 2018) foi uma das melhores séries de ficção que vi neste verão. Dramática, violenta, histórica e com provas de amor, baseia-se na obra de Ildefonso Falcones, cujo livro pode adquirir aqui. A ação decorre em pleno século XIV e a coprodução ficou a cargo da Atresmedia, TVC e da Netflix.

 

    Com cenários, figurinos e atores muito bons, alguns momentos são bastante emocionantes. Como ficar indiferente à peste negra, à condição do povo em contraste com a nobreza mimada e caótica, os direitos (?)  das mulheres e dos judeus?... E à relação de cumplicidade entre pai e filho?

 

    Amores impossíveis, guerra, a separação forçada de mães e seus filhos, ainda bebés, e dois heróis que nos agarram e geram admiração, não só pela valentia, mas sobretudo pelos valores e atitudes.

 

     Em Espanha, esta foi a série com maior êxito da temporada, como pode ler aqui. Resta saber se a Antena 3 ou a Netflix decidem adaptar a segunda parte da novela, Los Herederos de la Tierra.

 

la catedral del mar - elenco.jpg

 

Se quiser saber mais a respeito desta série, pode ler aqui

Deixo-lhe o trailer.

Insensato.jpg

Suburra - A Série

Suburra

 

 

    No catálogo da Netflix, desde outubro de 2017, só agora debrucei-me nesta 1.ª produção da plataforma de streaming em Itália, com o apoio da RAI Fiction. Indicada para maiores de 13 anos, os momentos de ação e tensão são uma constante. Todos os personagens são maus e corruptos, há exceção do pai de uma das personagens principais cujo destino se adivinha...

 

    Como sinopse, temos: uma pequena cidade no litoral de Itália que se torna a capital dos casinos e centro do campo de batalha do clã da cidade, da máfia e de políticos facilmente corruptíveis.Como condimento, personagens do Vaticano "apimentam" a trama.

    A linguagem utilizada corresponde à corrente, com algumas expressões que me "chocaram", dado o meu baixo nível racista. "Sua p#t@ negra", "macaca", entre outras dirigidas a uma rapariga de raça negra. Por outro lado, a linguagem dirigida à comunidade cigana, também esta trivial no nosso país. 

 

    A forma como terminou a temporada deixa em aberto a grande probabilidade de uma 2.ª temporada. 

 

    Esta série é baseada num livro, sendo que um dos autores, Carlo Bonini, participou como argumentista.

 

Romance Suburra

 

    Desta produção, além de novos atores, encontramos estrelas da ficção italiana, como  Alessandro BorghiFrancesco AcquaroliPietro Ragusa

 

Elenco de Suburra

 

    O argumento, a luz, as interpretações e a fotografia, são cativantes, como pode conferir no trailer.

Insensato.jpg

A Série Penny Dreadful - o regresso dos clássicos do mundo do terror

penny_dreadful_cast_h_2016

 

      Penny Dreadful (2014-2016) é uma série de terror e fantasia, em 3 temporadas, coproduzida entre a Showtime e a Sky UK, já transmitida no nosso país pelo canal premium TV Séries (The House of HBO). O título refere-se aos Penny Dreadfuls, publicações de ficção e terror, com o custo de 1 cent, vendidas na Inglaterra do século XIX. Eram apelidas por "centavos do terror". 

 

      As 3 temporadas disponibilizadas pela Netflix fazem uma ligação entre as histórias clássicas de Drácula, Frankenstein, Dorian Gray,... Personagens que se cruzam, num discurso muito bem construído, com representações excelentes. A 1.ª temporada remeteu-me para O Exorcista, na sua versão original, sem padres aliciados pela prática. Os figurinos, os efeitos especiais e o som da série são outras mais valias. 

 

      Neste convite ao mundo intermediário, definido como estando entre o da nossa realidade e o dos mortos, contamos com a prestação de atores como Timothy Dalton, a deslumbrante Eva GreenRory Kinnear e muitos outros. 

 

      Pessoalmente, considero a 1.ª temporada melhor do que a 2.ª, pela dinâmica e enquadramento. Relativamente à 3.ª irei dar início à respetiva visualização de seguida. Acompanha-me?

 

Veja os trailers.

Insensato.jpg

Série - La Casa de las Flores

No mundo das aparências...

 

 

La casa de las flores

 

   Procura uma comédia bem-disposta, sem preconceitos, leve e em 13 episódios?

A solução pode estar na Netflix, com a sua nova produção mexicana La Casa de las Flores. Lançada no passado dia 10, uma sugestão para o seu fim de semana.

   Recomendada para maiores de 13 anos, tudo começa quando, na Casa das Flores, durante um evento, suicida-se a dona da outra Casa das Flores... Esperem, do enredo principal poucos tinham conhecimento da existência das duas Casas, uma dedicada às flores e forma de representar a família perfeita e a outra, um clube de travestis que, para tanto moralismo, há muito era o sustento dos luxos da aparente família perfeita.

 

   E como a perfeição não existe, esta máxima vai-se acentuando no deambular dos vários episódios. Passemos a alguns dos ingredientes.

O pai, personagem honrada, tinha afinal, uma vida/família paralela. A esposa, ferida no seu orgulho, decide vingar-se levando-o à prisão, sem noção das consequências para a "família perfeita". Um filho que não sabe se é homossexual ou bissexual, mas que não sabe, inclusive trabalhar nem amar quem o ama. Este último, o seu maior defeito. Uma filha que veio da América, no intuito de anunciar o noivado e sentiu-se atraída pelo irmão da "enforcada", narradora da história. Mas há a outra filha, bem mais assertiva e com os pés "assentes na terra", não fosse a mais parecida com o pai, ao nível das atitudes, postura, .... Só que, afinal, é filha de outro e não de quem sempre pensou. O quê? A matriarca da família foi a primeira a trair? Como se não bastasse, ao descobrir a identidade do seu pai, que sem saber, sempre fez parte da sua infância e adolescência, eis que o ex-marido é obrigado a regressar de Madrid. Marido ou "Marida"? É que agora este chama-se Maria José Neste celeuma, um filho adolescente e uma menina, fruto da relação do matriarca com a "enforcada". Uma menina com o talento da verdadeira matriarca para o arranjo de flores e... para confundir o ato sexual com uma forma de cantar. Ah, já esquecia a vizinha coscuvilheira e maledicente que perante um striper descobrirá novos horizontes (ou devo escrever, "outros voos").

 

   Uma série que, apesar do humor permite-nos refletir nos nossos preconceitos para com os outros, na vida de aparências, no amor não correspondido e no valor efémero do dinheiro. Não perca o trailer e a música dos anos 70, de Bacarra, que lhe está associada. Afinal, eu posso dançar...

 

 

 

 

 

 

Fonte da imagem de capa, aqui

Insensato.jpg