Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

24
Dez18

Série O Recluso

por P. P.

o-recluso-netflix-o-detento-serie-policial-infiltr

 

 

 

 

    El Recluso é uma série mexicana baseada numa outra, de grande sucesso, O Marginal. Acerca desta, opinei aqui e aqui

    Os primeiros 6 episódios são muito semelhantes aos de O Marginal, com outro foco ao nível da história.

 

    

Um antigo fuzileiro faz-se passar por recluso numa prisão mexicana para se infiltrar num gangue suspeito de ter raptado a filha adolescente de um juiz americano, com o objetivo de a salvar. O inferno da prisão envolta em corrupção vai colocar em perigo a vida deste homem.

 

in pplware

 

    Nos restantes 7 episódios, a chantagem, os conflitos e uma história mais consistente do que a dos primeiros 5 a 6 episódios toma lugar. Tendo como pontos fortes a atuação de Serricchio, a direção de arte e a fotografia meio granulada e suja de Jaime Reynoso – veterano de séries americanas – a série  da Netflix O Recluso tem como ponto fraco uma queda no seu roteiro, mais ou menos pelo meio dos episódios, o que acaba por gerar sequências em que nada acontece para levar a trama adiante. Contudo, tal acaba por corrigir-se e o final, inesperado, deixa em aberto uma 2.ª temporada.

 

 

15
Nov18

Opinião - La Reina del Flow

por P. P.

La-Reina-Del-Flow

 

   Ontem, ao deparar-me com uma nova série na netflix, ainda que com um número elevado de episódios, decidi dar-lhe uma oportunidade. La Reina del Flow ou A Rainha do Flow é uma série, tipo novela, em 82 episódios, produzida pela Teleset e Sony Pictures Television para a estação televisiva  Caracol Televisión. Em episódios de aproximadamente 50 minutos, com pouca violência e muita música, é-nos dada a conhecer a história de Yeimi, uma jovem compositora talentosa, envolvida no narcotráfico de forma não intencional, e Charlie, um cantor sem qualquer vocação como compositor, o qual acaba por fazer muito sucesso, à custa da traição praticada para com Yemmi. Do outro lado, Juancho, amigo de Charlie, apaixonado por Yemmi, humilde e sem conhecimento das práticas do amigo. Um bom resumo desta série/novela conseguimos encontrar aqui.

 

   Os ritmos latinos estão sempre presentes. 

A par da simplicidade da história, que envolve a vingança de Yemmi junto de Charlie e a tentativa em destruir o cartel do tio deste, responsável pela morte dos pais de Yemmi, podemos passar alguns bons momentos com esta série, não esperando as dimensões cativantes de FarinaO Marginal ou História de um Clã, como exemplo, o que faz com que esta seja adequada a maiores de 13 anos, considerando-a, inclusive, algo juvenil, nestes 5 episódios já vistos.

 

Uma boa introdução

 

 

10
Nov18

The Sinner - a 2.ª temporada

por P. P.

 

the sinner_s2

 

 

 

 

   No dia 8 deste mês chegou, à Netflix, a 2.ª temporada da série The Sinner, em 8 episódios. Já tinha dado a minha opinião a respeito da 1.ª temporada, como podem ler aqui. Uma vez mais, e desta vez por parte de um pré-adolescente, o jovem Elisha Henig, uma representação de qualidade e magnífica. Da trama continua a fazer parte o detetive, que agora se depara com fantasmas do passado, ao regressar à sua terra natal. 

 

 

A primeira temporada, focada na trajetória da personagem Cora, intrigava o espetador através de desenvolvimentos mirabolantes que alteravam completamente a interpretação sobre o caso em questão. Meros detalhes acabavam questionando os motivos por trás das ações da personagem, e a estrutura não-linear da trama conseguia preencher as lacunas da história de maneira envolvente, sempre mantendo o andamento da investigação de uma forma acessível para que o público pudesse solucionar o mistério no mesmo ritmo do detetive Harry Ambrose (interpretado por Bill Pullman).

Este novo ano acaba comprovando ainda mais a eficiência da primeira temporada, no que diz respeito à construção de seus personagens e da exposição de seus temas, sempre voltados para a moralidade e os impulsos do ser humano. Embora a protagonista da história fosse Cora, com sua trajetória envolvendo uma forte pressão religiosa, o título da série (O Pecador) também poderia ser perfeitamente atribuído à Ambrose, e suas compulsões. O detetive assume o protagonismo inquestionável desta segunda temporada, e retoma o arco de redenção (ou resigno) que o personagem deixou em aberto no fim do primeiro ano.

 

FonteThe Sinner | Crítica 2.ª temporada

em https://observatoriodocinema.bol.uol.com.br/criticas/criticas-de-series/2018/11/the-sinner-critica-2a-temporada, 

acedido em 10/11/18, às 14h45min

 

   Uma vez mais, um crime que nos parece quase hediondo, praticado por um jovem adolescente, mas que afinal tem uma justificação no domínio psicológico. Seitas, rituais parentalidade desajustada e obsessão fazem parte do drama repleto de mistério até ao último segundo. 

   Como aspeto negativo, a não mudança de luz ou outro recurso nas incursões pelo passado dos personagens leva-nos a confundi-lo com o presente. 

 

Veja o trailer.

 

 

 

05
Nov18

A série Pacto de Sangue

por P. P.

 

pacto de sangue

 

       Pacto de Sangue é uma série dramática brasileira, disponível na Netflix.

Com atores nossos conhecidos, da Rede Globo, a trama envolve drogas, tráfico de mulheres, rituais satânicos,... Realidades de um país com tanto em comum como o nosso. Por outro lado, a ascenção de um repórter fracassado no meio televisivo até à política. É neste aspeto que refleti no sucesso de programas como Cidade Alerta, da Record ou muitos dos programas da nossa CM TV, por exemplo e a respetiva génese. Qual é o ponto de partida? 

 

 

06
Out18

A série Élite - problemas de identidade, sexo e...

por P. P.

 

Netflix-Elite

 

 

 

 

   Ontem, pela Netflix, estreou a segunda produção espanhola desta produtora, Elite. Em oito episódios, com atores de A Casa de PapelMaría PedrazaMiguel Herrán e Jaime Lorente, ao trio junta-se Itzan EscamillaMiguel BernardeauArón PiperEster Expósito ou Mina El Hammani. A série foi criada por Darío Madrona e Carlos Montero .

 

   Em Elite encontramos pontos comuns a Por 13 Razões . Insere-se na categoria de thriller para adolescentes/ jovens adultos, com classificação "para maiores de 13 anos".

 

   Após um terramoto ter destruído uma Escola pública, os alunos são distribuídos por outras. A uma privada, de elite, chamada Las encinas, chegam 3 rapazes e uma rapariga, de classes média-baixa. O choque logo se faz sentir. Por muitos, estes são encarados como uma praga. É então que tudo gira em torno de um assassinato e na procura do assassino. O que somos capazes de fazer para sermos aceites pela elite?

 

   Nesta série são abordadas questões tais como a xenofobia, as minorias religiosas e culturais, a homossexualidade e o islamismo, o consumo de drogas, o sexo a três, a corrupção, o mundo da falta de afetos, a vida precária dos professores e o que as redes sociais podem dizer a nosso respeito. 

 

   Com magníficas representações e banda sonora, Elite tem algo de "americano". Aliás, apesar da ação decorrer numa Escola Secundária, no nosso contexto tal aplica-se, sobretudo, à faculdade. Comparativamente a outras séries que vi, pouco traz de novo para reflexão e aprendizagem. O final é, a meu ver, fantástico, deixando em aberto uma próxima temporada.

 

 

01
Out18

A segunda temporada de O Marginal

por P. P.

 

el-gran-cambio-de-pantera-de-los-simuladores-a-el-

 

 

 

 

   Já escrevi acerca de O Marginal (El Marginal). Nesta semana, pela Netflix chegou-nos a 2.ª temporada da série. A ação decorre na prisão de alta-segurança de San Onofre, 3 anos antes da conclusão da 1.ª temporada. Ou seja, acompanhamos o processo de chegada à liderança, da maioria dos gangues dos prisioneiros, pelos irmãos Borges. 

 

   A violência e o calão estão presentes em todos os episódios, de forma sempre contextualizada. Afinal, a série retrata a realidade de muitas prisões na América Latina. Dinâmica, ação, corrupção, prostituição, sexo entre homens, tráfico de droga, motins e mentes assassinas são ingredientes de O Marginal. Saliente-se ainda, a forma como os reclusos são conduzidos para uma prisão de alta-segurança, a qual é levada a cabo sem critérios, o que, perante uma ineficaz inserção no mundo real, implica o aumento da criminalidade. Por outro lado, pessoas que praticaram pequenos delitos, inseridas no seio de criminosos muito perigosos, por forma a sobreviverem naquele espaço, são obrigadas a cometer outros delitos ou suicidarem-se.

 

   Veja o trailer.

 

 

 

 

18
Set18

A série Ingovernável

por P. P.

Ingobernable

 

 

   Já escrevi acerca da primeira temporada de Ingovernável

Um pouco tarde, no passado dia 14, chegou-nos a 2.ª temporada desta série dirigida pela também atriz principal  Kate del Castillo, aquela que foi a primeira La Reina del Sur (A Rainha do Sul). 

 

   O genérico faz lembrar o dos velhos James Bond. O deambular entre o vermelho e o preto e os corpos que oscilam, ora flutuando, ora se agarram e logo se afastam. O reencontro com uma das personagens de Sense 8 - Eréndira Ibarra -, com uma prestação invejável e o Pote de A Rainha do Sul.

 

   Esta 2.ª temporada é muito mais dinâmica do que a 1.ª, repleta de cenas de ação e mistério.

O México condena a anterior e querida 1.ª dama, culpabilizando-a pela morte do marido e participação em atos terrorristas. Enquanto isso, a nossa heroína procura descobrir o paradeiro da filha e depara-se com o perfil do pai, totalmente diferente daquilo que esperava. 

"Como a guerra traz dinheiro", frase utilizada em certo momento deste drama político, diferentes cartéis procuram domar os mexicanos, alcançando o poder. Para tal, ninguém melhor do que uma poderosa narcotraficante americana. Mas a antiga primeira dama e o seu pequeno grupo de "marginais" continuará a lutar pela paz.

O retrato crítico, ainda que fictício, de um país, infelizmente, como tantos outros.

   Um ponto negativo é o 7.º episódio, no qual nos perdemos (ou assim pensamos) quando, tudo não passou de um devaneio...

 

 

12
Set18

A terceira temporada de As Telefonistas

por P. P.

Las Chicas del Cable

 

 

 

 

 

   A terceira temporada da série da plataforma Netflix, Las Chicas del Cable (As Telefonistas) mantém a qualidade das anteriores. 

   Desta vez, Eva, a filha de Lídia é supostamente raptada, após um incêndio inusitado no seu casamento. Com uma vilã que nos deixa enfurecidos, mesmo atendendo à idade, todo e qualquer elemento da sua família pode ser vítima do seu perfil maquiavélico.

   Mantém-se a luta pelos direitos das mulheres e a formação de grupos que disseminam o terror, ao invés de mostrar os objetivos que os move. Outra situação caricata, com os personagens mais cómicos da série, prende-se com o aparecimento de um irmão gémeo. E quando uma esposa não distingue o marido do irmão? 

 

   Como a vida é feita de conquistas e perdas, o alcance de um objetivo pode levar à provável morte de alguém amado. E assim, fica em aberto uma nova temporada.

 

Eis o trailer.

 

 

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sussure-nos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos

Ainda que procure uma utilização cautelosa e não abusiva de textos, imagens e sonoridades, poderá haver lugar à utilização indevida de obras objeto de direitos de autor. Contudo, apesar do recurso às hiperligações de origem, sempre que a legislação o implique ou seja devidamente informado, de imediato procederei a reajustes. Os textos e fotografias sem referência bibliográfica são da minha autoria.

Wook