Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

20
Jun18

É chegada a vez de Toy sentir-se plagiado

por P. P.

Toy no programa de Rui Unas

 

 

 

 

   Desta feita, o nosso bem português Toy vai processar os cantores Dynamite Dylan e Jake Paul por plágio. Em causa, estão os temas Corazón sin Edad (2016) e a canção No Competition dos norte-americanos.

 

   <<Descobri um plágio de uma música minha de uns americanos que têm 15 milhões de visualizações (...) Tenho o processo a decorrer na Sociedade Portuguesa de Autores. Isto pode ser a minha independência financeira (...) Todo o tema é inspirado no meu. Tem a parte A, a parte B, depois tem o refrão, depois tem a parte C, depois tem a parte em que eu faço um rap e eles também fazem um rap">>. Esta revelação foi feita no programa de Rui Unas, Maluco Beleza

 

Assista ao podcast.

 

 

   Agora, para que possa opinar, oiça os temas em causa.

 

 

 

 

    De acordo com o Sapo Mag:

 

 

Na entrevista, o músico frisou ainda que "a construção da canção deles é igual" a “Corazón sin Edad”, lançada por Toy em 2016 e que conta com uma versão em português. "A outra parte da melodia, sendo diferente, a harmonia e a métrica é igual", acrescentou.

"Não é coincidência. Faço música desde os 13 anos e tenho 55 (...) Deviam pagar por isso, eles usaram coisas minhas", frisou Toy, dizendo que gostava de convidar os músicos para um concerto em Portugal: "A obra intelectual é uma coisa intocável e sagrada e, portanto, deviam pagar por isso (...) Mas, em vez de indemnização, eu até os convidava a vir a Portugal fazer um concerto comigo".

 

 

Foto da capa deste artigo extraida do NIT

 

19
Jun18

Até naqueles momentos privados devemos

por P. P.

 

 

 

 

 

 

... Poupar água

 

   Esta campanha, algo ousada, reporta-nos para um problema mundial. 

A água potável existente no planeta, é cada vez menor. Por outro lado, está não está devidamente distribuída pelo planeta.

 

   É necessário estarmos cientes de que os recursos naturais renováveis têm vindo a escassear, assim como os não renováveis, também estes em perigo. Planeta temos um, a nossa casa. Há que preservá-lo, estimá-lo, mimá-lo... Não podemos, nem devemos descurar as alterações climatéricas que se têm verificado no nosso país.

 

   Para combater a escassez hídrica no mundo, é preciso grandes investimentos por parte dos governos em obtenção, tratamento e preservação dos recursos hídricos. Nos casos mais extremos, medidas de cooperação internacional precisam ser tomadas, haja vista que o acesso à água é um direito universal. De acordo com dados da ONU, cerca de 1,1 bilhão de pessoas sofre com a falta deste importante recurso natural.

 

   Os esquemas que se seguem traduzem o ciclo urbano da água e um esquema simplificado do ciclo da mesma, estraídos daqui.

 

ciclo_urbano_agua

 

 

ciclo da água

 

 

   Eis alguns comportamentos a adotar, por forma a poupar água.

 

poupar-agua

 

 

Já agora, não desperdíce papel . Há uma floresta em risco.

 

 

Fonte da imagem da capa desta publicação, aqui.

18
Jun18

Bem-vindo Calor, mas o interior do país continua esquecido e não só

por P. P.

 

      Neste artigo, não pretendo mostrar-vos fotografias com qualidade ou profissionais. Pretendo que sejam reais!

Todas elas foram tiradas neste domingo, às 20h, apontando para diferentes pontos cardeais, desde a minha casa, fazendo-se sentir um calor insuportável. Esta é uma zona atingida pelos incêndios de outubro, o que é bem evidente na primeira. Não pretendo recordar aquela noite, para nós, sobretudo na zona Oeste, nem sempre com água, sem bombeiros, com faltas de eletricidade e sem telecomunicações.

 

 

 

Zona Oeste da minha região by PP

Outra perspetiva_20180617_by PP

Um pouco de Este_20180619.by PP

 

   Já escrevi acerca do que se tem passado nesta zona do país. Por exemplo, alertei para a não reflorestação de toda a região, disseminando-se assim, eucaliptos e acácias, de que é exemplo esta publicação. Também os blogues Não é que Não HouvesseO Último Fecha a Porta têm dedicado algumas publicações ao ambiente e à realidade do interior do país. Talvez por não escrevermos a respeito de engates e futilidades relacionadas com uma das mais importantes dimensões humanas, o Sapo Blogs (será esta a hiperligação?) nunca nos concedeu, no que a esta temática diz respeito, um destaque.prévio. Seguramente, outros bloguistas, aqui não enunciados fazem parte do nosso grupo. A eles, o nosso obrigado. Continuemos a lutar! Aliás, até a respeito das condições dos professores, greves... os destaques do Sapo Blogs é praticamente nula. Interesses? Não alimentemos o que pouco importa e concomitantes condições, devidamente plasmadas pela Equipa. Condições às quais muito raramente obedecem, mas... Talvez o melhor seja escrevermos a respeito de como engatar, numa floresta queimada ou num planeta em tão mau estado. Ironia!

 

   A nossa preocupação, entre muitas outras, prende-se, com a Terra, como pode ler neste artigo ou neste. Enquanto isto, muitos portugueses congratulam-se com a atual massa de ar quente, de passagem pelo nosso país. Pedrogão Grande é recordado de forma egoísta, servindo, inclusive para alimentar populismos pacóvios ou publicações a destacar no separador "opinião", destinado a alguns bloguistas desta plataforma, sem verificação do conteúdo. Ainda há cerca de 2 semanas, no programa das 19h da SIC, uma das regiões da minha zona foi mostrada aos telespetadores, na presença do Presidente da CM que pouco ou nada adiantou. Em Treixedo, Santa Comba Dão, são várias as casas destruídas e a população continua sem apoios

 

  

 

 

   Hoje, pretendo recordar-vos acerca da a importância da água para a fertilidade dos solos, que os alimentos não provêm das prateleiras dos supermercados e que uma das "funções" das árvores é humedecer o clima

Sem árvores, nas regiões atingidas pelos incêndios, a riqueza do ar em vapor de água (humidade), as sombras e o oxigénio não são como antes. Isto, alastra-se ao país. Tal como comecei esta publicação, as fotografias aqui expostas referem-se às 20h do dia 17 de junho. Enquanto isto, espécies não se desenvolvem por escassez de água ou excesso de calor, instalam-se pragas estranhas e claro, acentua-se a necessidade de ordenar o território. As nossas país florestas requerem espécies autóctones. A plantação do pinheiro-bravo, espécie não originária do nosso país, também merece alguma atenção na forma como é distribuída. 

 

   Não é feita qualquer abordagem aos cuidados a ter com a radiação solar, uma vez que tal podemos ler em outros blogues, como neste.

 

   Entretanto, as nossas televisões e governo devem continuar a falar de incêndios, como em anos anteriores, por forma a estimular que estes continuem a ser disseminados. Duvido que não entendam que o debate deve ser efetuado de outra forma, não só prevenindo, como condenando. Afinal, quais são os reais interesses relacionados com os incêndios no nosso país?

 

 

Esta publicação fez parte do Blog Quentes.

18
Jun18

Al Berto - Pernoitas em Mim

por P. P.

tumblr_p99h3t84W41wbb3yho1_400.jpg

 

 

 

 

pernoitas em mim
e se por acaso te toco a memória... amas
ou finges morrer

pressinto o aroma luminoso dos fogos
escuto o rumor da terra molhada
a fala queimada das estrelas

é noite ainda
o corpo ausente instala-se vagarosamente
envelheço com a nómada solidão das aves

já não possuo a brancura oculta das palavras
e nenhum lume irrompe para beberes

Al Berto, in 'Rumor dos Fogos'

 

Fonte das imagens - Tumblr de autores desconhecidos

17
Jun18

House 99 já está disponível em Portugal

por P. P.

House 99

 

   House 99 é a marca de produtos masculinos para o rosto, corpo, cabelo e barba resultante da parceria entre a L'Oréal e David Beckham, por forma a “desmitificar a necessidade dos homens de cuidarem de si mesmo e encorajar a autoexpressão e a experimentação de estilo”.

 

    A escolha do número 99, foi baseada no ano em que o jogador de futebol se casou, em que o seu primeiro filho nasceu e em que o Manchester United ganhou o treble, ou seja, conquistou três títulos.  A L’Oréal explicou também a origem no nome da marca, dizendo que a utilização da palavra ‘house’ (casa) reflete “o objetivo de Beckham de construir uma comunidade aberta a entusiastas de cosméticos masculinos, para partilhar as suas dicas de estilo e recomendações”. 

 

   Quinoa e espirulina são amplamente utilizadas nas fórmulas “devido às suas propriedades benéficas para a saúde”, e o grupo afirma que “estes recursos naturais e ricos em proteínas combinam nutrientes para o cabelo e a pele que não são sintetizados pelo organismo”. Destaquem-se os produtos  Bold Statement Tattoo Body Moisturizer SPF30, afinal David há muito usa tatuagens no seu corpo e Seriously Groomed Beard & Hair Balm, que “oferece uma boa dose de disciplina para dar forma a cabelos rebeldes e barbas curtas ou longas. Inspirado no look atual de David Beckham, que usa cabelo longo e barba desde 2015” Será este aquele que cessará os meus famosos redemoinhos, com os quais acordo todas as manhãs?

   Para já, a linha está disponível no nosso país, na Sweetcare.

Acompanhe o Instagram da marca, aqui, na House ou no Facebook.

 

 

* artigo não patrocinado

 

16
Jun18

Este é o planeta Terra, o nosso, com recursos naturais não renováveis

por P. P.

 

screw-clamp-64173.jpg

 

 

 

 

   Os recursos naturais são, em grande parte não renováveis. Há que utilizá-los com peso e medida, procurando medidas alternativas. Mas este não é um comportamento imposto aos Portugueses, ou que faça parte dos seus hábitos, e muito menos implementado pelos diferentes Governos que têm passado por este país, cada ano mais triste.

 

   O Ambiente é encarado de forma irresponsável, eterno e algo etéreo. Atenda-se, por exemplo, ao que se continua a verificar em Pedrogão Grande e na já esquecida região centro, afetada pelos incêndios de outubro de 2017. Neste momento, questiono-me a respeito da existência de muitos dos recursos ditos naturais renováveis. Assistimos ao desaparecimento de espécies, às pragas de outras em deterioramento de outras, grande parte da água do planeta, além de salgada, está poluída, não obstante o seu Ciclo... O vento e o Sol não são controláveis pelo homem.

 

   Portugal esgota hoje os recursos naturais renováveis de 2018, o que significa que vai começar a usar meios que só deveria utilizar a partir de 01 de janeiro de 2019, anunciou a associação ambientalista Zero.

 

   <<Se cada pessoa no planeta vivesse como uma pessoa média portuguesa, "a humanidade exigiria o equivalente a 2,19 planetas para sustentar as suas necessidades de recursos", o que implicaria que "a área produtiva disponível para regenerar recursos e absorver resíduos a nível mundial esgotar-se-ia neste dia 16 de junho".

"Portugal é, há já muitos anos, deficitário na sua capacidade para fornecer os recursos naturais necessários às atividades desenvolvidas (produção e consumo). A nossa pegada 'per capita' é de 3,69 hectares globais, mas a nossa biocapacidade é de 1,27 hectares globais, com base em dados revistos para toda a série histórica desde 1961", escreveu a Zero, num comunicado(...) O consumo de alimentos (32% da pegada global do país) e a mobilidade (18%) encontram-se entre as atividades humanas   diárias que mais contribuem para a pegada ecológica portuguesa e são "pontos críticos para intervenções de mitigação da pegada", segundo a Zero.>> Fonte - Sapo 24

 

   Recordo que,  na 2.ª metade dos anos 80  estudei, em biologia, de acordo com o professor de então, que as reais consequências do efeito de estufa fazer-se-iam sentir passados milhares de anos. Afinal,...

 

   Não será tempo de deixarmos de ignorar estas formas de alerta e passarmos a ser cidadãos ativos/responsáveis?

 

 

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Sussure-nos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Direitos

Ainda que procure uma utilização cautelosa e não abusiva de textos, imagens e sonoridades, poderá haver lugar à utilização indevida de obras objeto de direitos de autor. Contudo, apesar do recurso às hiperligações de origem, sempre que a legislação o implique ou seja devidamente informado, de imediato procederei a reajustes. Os textos e fotografias sem referência bibliográfica são da minha autoria.

Wook