Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, ao deambular entre dois polos

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, ao deambular entre dois polos

Eminem ft. Ed Sheeran - River

Música Hits by PP

 

   Eminem sempre foi um dos meus poucos rappers de eleição.

O tema e letra que vos deixo é River, interpretada a par de Ed Sheeran. Um "dueto" improvável.

Espero que gostem.

 

 

   A intensidade das letras de Eminem não me deixa indiferente.

 

 

I've been a liar, been a thief
Been a lover, been a cheat
All my sins need holy water, feel it washing over me
Well, little one, I don't want to admit to something
If all it's gonna cause is pain
Truth and my lies right now are falling like the rain
So let the river run

 

Para recordar, um dos seus duetos que alimenta a minha alma.

 

Música by PP

 

 

 

 

 

NF - Let you down

   Além de gostar do vídeo, aprecio a música e a letra deste tema de NF.

 

Música Hits by PP

 

Pode consultar a letra aqui , destacando o refrão.

 

 

Feels like we're on the edge right now
I wish that I could say I'm proud
I'm sorry that I let you down
Le-le-let you down
All these voices in my head get loud
I wish that I could shut them out
I'm sorry that I let you down
Le-le-let you down

 

 

 

 

Série - Tempos de Guerra

Tempos de Guerra

 

 

 

   Neste momento, encontro-me a acompanhar a série Espanhola, em 13 episódios, "Tempos de Guerra", algo "pesada", dado o realismo e veracidade. 

 

   Durante a Guerra do Rife (1921-1927), em Marrocos, o governo Espanhol lutou para manter as suas colónias no Norte de África. Tempos de Guerra conta a história real de um grupo de enfermeiras formado por raparigas da alta sociedade espanhola que, por ordem da Rainha Vitória Eugénia, foram enviadas para o cenário de guerra, por forma a abrir um hospital da Cruz Vermelha.

 

   Lideradas pela Duquesa Carmen de Angoloti (Alicia Borrachero), inspetora geral dos hospitais espanhóis, as jovens tentam-se adaptar rapidamente ao clima de guerra, no intuito de salvar as vidas dos soldados feridos, apesar da escassez dos recursos. Entre elas está Julia Ballester (Amaia Salamanca), impulsiva e valente, que durante muito tempo, aguardou o regresso do seu irmão Pedro e do seu noivo Andrés Paredas (Álex Gadea), aprisionados pelos inimigos. Como as notícias péssimas sobre o andamento do conflito não pararam de chegar, ela decidiu juntar-se a este grupo de enfermeiras, sem qualquer experiência na profissão.

 

   Guiada pelo amor e pelo sentido de dever, Julia encontrará na medicina a sua verdadeira paixão, ao mesmo tempo em que se vê cada vez mais envolvida com o doutor Fidel Calderón (Álex García), que pertence ao corpo médico militar e está noivo da filha do coronel. Neste triângulo amoroso, Julia e Fidel tentam lutar, sem sucesso, contra seus sentimentos. Já Susana obviamente faz tudo para impedir a relação.

 

   Paralelamente, outros enredos vão-se desenrolando no hospital. A jovem viúva Pilar Muñis de Solaruce (Verónica Sánchez) torna-se o braço direito da Duquesa Carmen e destina a sua vida e paixão ao atendimento aos militares feridos. Verónica Montellano (Alicia Rubino), que gosta de implicar com os médicos e suas companheiras, e Magdalena Medina (Anna Moliner) completam o grupo das jovens enfermeiras.

 

   Inocente e sonhadora, Magdalena foi criada como uma princesa, mas deixa de lado um futuro certo ao lado do noivo Daniel, para descobrir um mundo de sofrimento e morte.

 

   Drama, suspense e paixões alimentam a vida destas espanholas decididas em salvar vidas.

 

Veja o trailer.

 

 

Pontuação - 5 estrelas

Desafio 52 Semanas - Gosto de Comer

   Comer é para mim mais do que uma necessidade. É também uma obsessão que adquire algo de obsessivo compulsivo, como forma, inusitada, de combater a ansiedade excessiva. Todavia, neste exercício, e não obstante os meus defeitos, nesta publicação não devemos esquecer aqueles que pouco ou nada teem para comer.

 

Desafio 52 semanas

 

Semana 10 - Gosto de comer

 

Independentemente das minhas problemáticas, os meus pratos preferidos primam pela simplicidade.

 

Photo by Trang Doan from Pexels https://www.pexels.com/photo/pasta-with-vegetable-dish-on-gray-plate-beside-tomato-fruit-on-white-table-769969/

Photo by Trang Doan from Pexels https://www.pexels.com/photo/pasta-with-vegetable-dish-on-gray-plate-beside-tomato-fruit-on-white-table-769969/ 

 

pexels-photo-343871

Arroz

 

pexels-photo-918327

Chocolate

 

pexels-photo-846798

Bolos e outros doces

 

pexels-photo-68899

 Photo by burak kostak from Pexels https://www.pexels.com/photo/water-fruits-colorful-colourful-68899/

 

 

  Neste desafio participam, para além de mim, por ordem alfabética, a 3ª face, a Ana, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, a Fátima, a Gorduchita,  Happy, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, a Sweetener, a Sofia  e o Triptofano .

 

Verifique o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano.

Também pode seguir a tag  52 semanas

Série - Collateral

methode%2Fsundaytimes%2Fprod%2Fweb%2Fbin%2Fd819998

 

   Esta minissérie, em 4 episódios, coproduzida entre a BBC 2 e a Netflix, insere-se nos géneros drama e policial. A estreia, no nosso país, nesta platarma de streaming, ocorreu ontem e não a perdi. Cada episódio tem uma duração aproximada a 1h. 

 

   Proposta para um público de idades superiores a 13 anos, a sinopse consiste em:

 

Ao investigar a morte de um entregador de piza, uma detetive londrina descobre uma intrincada conspiração de traficantes de droga, contrabandistas e espiões.

 

 

maxresdefault

 

 

  Um homem que faz a entrega de pizas é assassinado logo no início da série. A detetive encarregue do caso é a novata Kip Glaspie (Carey Mulligan). Esta rapidamente se apercebe da precisão do crime, a falta de motivos financeiros e que a vítima tinha um nome do Médio Oriente.

 

   Segue-se, ao longo de quatro horas, é um círculo de coincidências, compromissos e cumplicidade que indiciam um grupo central de instituições governamentais britânicas, para os militares, para a Igreja da Inglaterra, e para as consequências da Guerra liderada pelos EUA no Iraque e no Afeganistão.

 

   O desafio de Collateral, para o detetive Glaspie e para os espetadores, é analisar quais dos detalhes, personagens e temas estão diretamente conetados ao assassinato e os que são apenas danos colaterais varridos na tragédia.

 

Eis o trailer

 

 

Avaliação 3,5 de 5 estrelas.

Novo plágio no Festival da Canção?

aimee-vogelsang-106103-unsplash

 Photo by Aimee Vogelsang on Unsplash

 

O plágio (diz-se também plagiarismo ou plagiato) é o ato de assinar ou apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza (texto, música, obra pictórica, fotografia, obra audiovisual, etc) contendo partes de uma obra que pertença a outra pessoa sem colocar os créditos para o autor original. No acto de plágio, o plagiador apropria-se indevidamente da obra intelectual de outra pessoa, assumindo a autoria.

 

Wikipédia

 

 

"(...) A conjugação da harmonia e da melodia é que contam para que uma música seja considerada plágio..."

 

Luís JardimN-TV

 

 

A canção vencedora deste ano foi Jardim, interpretada por Cláudia Pascoal.

 

 

Atualmente, nas redes sociais, a canção está a ser acusada de plagiar To Build a Home, interpretada pela The Cinematic Orchestra.

 

 

   A este respeito, Isaura, que escreveu a letra, já se pronunciou no JN.

 

Ainda a saborear a vitória, a compositora Isaura, autora do tema que homenageia a avó falecida há um ano, está sob mira de plágio - havendo já na Internet comparações com a música "To build a home", da banda de trip hop Cinematic Orchestra, popularizada na banda sonora do filme "Brokeback mountain". "Por acaso vi o filme há uns anos, mas não tem nada a ver, nem sei do que falam. Acho que as pessoas já não sabem o que é plágio e às vezes dizem isso por acharem as músicas parecidas, o que não é de estranhar pois vivemos num mundo de influências", disse Isaura ao JN. E mais: "Estou muito mal preparada para isto, pois gosto de ler tudo e responder a todas as mensagens, mas há quem critique sem as melhores intenções", considerou a compositora, que até soube do caso através do nosso jornal.

 

in JN, acedido a 6 de março

 

Pessoalmente, deteto algumas semelhanças nos primeiros acordes. Nada mais.

Não me parece plágio.

Preocupante são sim algumas questões de afinação, que tanto beneficiariam a música.

 

E vocês, o que pensam a este respeito?

 

Diogo Piçarra e o(s) plágio(s)

   Não me costumo debruçar nas questões de plágio, sobretudo no Festival da Canção ou no da Eurovisão, dado, desde há muito, apenas ter apreciado o nosso tema do ano passado, na voz de Salvador Sobral. Passaram-se anos e anos, sem saber quem nos representou.

 

   Foi numa publicação da Psicogata , se não estou em erro, que constatei muitos dos temas de Toni Carreira, acusados de tal prática, preferindo os originais. Contudo, este é um intérprete/compositor/autor que move séquitos e tem uma posição no nosso panorama musical, quer se goste ou não. Eis um exemplo, referente ao tema Depois de Ti Mais Nada:

 

 

   É certo que quase nada se inventa. A probabilidade de acordes similares ou parte de uma letra é um facto. 

A situação torna-se caótica, ainda que não menos grave, quando está em causa um jovem intérprete/compositor, como é o caso de Diogo Piçarra , ainda sem o seu espaço, público e nome consolidados no nosso panorama musical, dada a idade e experiência.

 

Diogo Piçarra - fonte FB oficial

    Na segunda semi-final de apuramento para o Festival da Canção de Portugal, surgiu com um tema que foi associado a um outro interpretado por um pastor da IURD e posteriormente ao cântico Open Your Eyes de Bob Cull. Passemos a ouvir os temas, na voz de Diogo Piçarra e Bob Cull, uma vez que o tema da IURD foi baseado neste último.

 

 

 

    Luís Jardim pronunciou-se à N-TV, mediante uma análise que se pode (e deve) ler aqui . Para ele, além do júri do Festival da Canção nada perceber de música (e de facto, há que questionar a formação musical de muitos), e das semelhanças melódicas, o tema de Piçarra "é estruturalmente mais desenvolvido... O início é igual mas depois ele faz uma ponte, sobe uma quarta, modifica o tema e alterou a melodia". Refere ainda que "A conjugação da harmonia e da melodia é que contam para que uma música seja considerada plágio". Porém, serão as difenrenças para com o tema americano tão lineares quanto as referentes ao cantado em Português do Brasil?

 

   Como se não bastasse a acusação citada, é-nos chegada uma nova, desta vez relativamente ao tema Meu é Teu Falling Slowly  A música em causa pertence ao filme musical irlandês, de 2006, Once. Por forma a clarificarmos a nossa avaliação, escutemos ambos os temas, inclusive a versão acústica.

 

 

 

 

   Há uma cabala montada contra o artista, por forma a destruir a sua carreira ou tudo não passa de diferentes conjugações das harmonias com as melodias, o que não é plágio?

 

O que vos parece?

Paul Young - Everytime You Go Away

 

Let love sparkle by PP

 

 

 

O tempo é incerto.

De um rosto outrora macio, um rio de lava queima-o.

Em si, procura a razão da insensatez que o remeteu ao vazio.

Saudades, termo efusivo que brota de uma alma, cujos sentires não são permitidos.

 

Emanuel by Joeys Barro photography

 

Dos anos 80, Paul Young e o intemporal Everytime You Go Away.

Verifique a letra aqui.

 

 

Desafio 52 Semanas - Quem gostaria de conhecer ou ter conhecido

   Volvida uma semana após o último Desafio 52 Semanas, eis que o tema desta 9.ª semana é referente a quem gostaria de ter conhecido ou vir a conhecer.

 

Desafio 52 semanas by Fátima Bento

 

   A minha resposta a este desafio é extremamente simples. Gostaria de conhecer um grande amor, a fé e o alento para mudar muita da minha inércia dolente. Tenho muito prazer quando conheço exemplos de vida, de luta e quem me incentiva/ ajuda a ir além, contra um sistema corrupto, corrosivo e viciado.

 

 

De Fabian Perez

 

 

 

   Neste desafio participam, para além de mim, por ordem alfabética, a 3ª face, a Ana, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, a Fátima, a Gorduchita,  Happy, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, a Sweetener, a Sofia  e o Triptofano .

 

Verifique o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano.

Também pode seguir a tag  52 semanas