Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, ao deambular entre dois polos

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, ao deambular entre dois polos

Garbage - Milk

   Na véspera de rever os meus alunos e na melancolia associada a este momento só meu, uma memória dos anos 90. Sim, até eu fiquei pasmado, dado trazer-vos um êxito que não da década de 80. Talvez por estar prestes a concluir 20 anos ao serviço de um Ministério da Educação que roubou-me sonhos e praticamente tudo do que mais gostava na arte de ensinar.

 

shirley manson

 

 

Dos Garbage, Milk é um tema que associo à sensualidade. 

Um tema a ouvir enquando dissiminamos amor, ou o praticamos. Ainda que a letra não o pretenda...

Vamos recordá-lo?

 

 

 

Letra

 

 

 

 

Arte | Tamara de Lempicka por Teresa Alves

   Hoje, trago-vos uma interpretação de Tamara de Lempicka.

Esta obra foi levada a cabo pela minha prima Teresa Alves, que conhecem como figurinista de vários êxitos da teledramaturgia do canal televisivo TVI, tendo iniciado a sua carreira, na década de 90, na extinta NBP. Confiram a sua  galeria no Instagram.  Esta pintura consta ainda do Atelier Internacional de Belas Artes

Ao contrário de muitos artistas, a Teresa não gosta de reconhecimento (se as minhas orelhas aparecerem vermelhas, já sabem qual a razão!). Porém, é uma mulher intemporal, conhecedora de diferentes culturas e estilos.

 

   Podemos encontrar várias obras de Tamara de Lempicka no sítio eletrónico que aqui partilho. Das suas palavras destaco:

 

Among a hundred paintings, you could recognize mine,

my goal was:

Do not copy. Create a new style, ...

colors light and bright,

return to elegance in my models.

 

O que vos parece que a artista tentou salientar?

 

 

Interpretação de Tamara Lempicka por Teresa Alves

 

   Na minha humilde interpretação, sem qualquer conhecimento científico na área, a Teresa fez uma homenagem à mulher. Aquela que, atualmente, é enquadrada nas "diferentes", dados os atuais padrões estéticos. Muito há a fazer pelas mulheres e homens que não obedecem aos padrões estabelecidos. 

Esta mulher, de linhas fartas, é dotada de sensualidade. Veja-se como toca os mamilos, utiliza os vermelhos, típicos do desejo carnal e deita-se de forma provocante/convidativa. Como tal, estamos perante uma mulher atualmente considerada XXL, à qual não são abnegados o direito ao desejo, à emancipação, ao prazer e à beleza, que se distingue do esteticamente padronizado para a nossa época.

Estilo Masculino - Os meus JOOP!

20170831_100045.jpg

 

   Nem todos os perfumes masculinos têm de ser dispendiosos ou deterem-se perante fragrâncias semelhantes. 

A proposta que vos trago chegou-me pela Fapex, não sendo esta uma publicação patricionada. Na verdade, desconhecia os JOOP! . Até ao momento, colecionei as fragrâncias apresentadas na fotografia. Tudo começou com o JOOP! Home, de 1989, algo misterioso, doce, sensual, envolvente, um pouco oriental, com notas de cabeça de bergamota, canela e flor de laranjeira; notas de corpo de madeira de sândalo, vetiver, mel e nicotiana; e notas de base de cumaru, almíscar e patchouli. Um perfume de noite ou a utilizar, sobretudo nos meses mais frios. Não tenha medo do cor-de-rosa! Este é um perfume para homens maduros e a escolha de muitas mulheres, apesar de não ser unissexo.

 

 

 

   Das minhas aquisições, seguiu-se o JOOP! Homme Extreme. Bom, mas em meu entender, não superior  ao anterior. Na minha pele, a fragrância deixa de estar presente com maior rapidez, embora mais intensa. 

 

 

 

 

   Para os meses de calor, nada como JOOP! Jump. Este é um perfume atlético, ou para homens mais discretos, em que  "A notas refrescantes de grapefruit, juntamente com alecrim e tomilho irá levá-lo para o oceano e você poderá saborear a sensação de beleza dos momentos únicos com o perfume Joop!." As notas de cabeça são de carum e alecrim, finalizando com almíscar, camarum e vetiver, como notas base.

Queridos Pais e Mães

 

 

   Algumas sugestões tão simples, mas que para muitos não são fáceis. 

Os nossos perfis podem não corresponder ao desejado e estar aquém do filho do vizinho. Mas não deixamos de ser gente e ter aspirações. O futuro traça-se tirando partido das potencialidades e procurando melhorar as áreas menos boas.

 

Querida mãe, querido pai

 

Contra um mundo de alterações climáticas

   Em Portugal, quase tudo se esquece. Há que dar prioridade à vaidade de um umbigo, exibindo extravagâncias ou alimentando o que pouco importa. 

 

   O Homem não detém o controle nem a chave da Natureza. 

Esqueçam-se os incêndios, menosprezem-se as consequências, entenda-se o aquecimento do planeta com uma repetição do passado ou forma de manter o bronzeado, não se cultive um mundo para os nossos descendentes.

 

 

Adianta falar nisto?

 

 

 

Toma Lá Pai

 

   Ontem, tive uma conversa muito agradável com um aluno já no ensino superior. Em determinado ponto dialogamos acerca do percurso de alguns dos colegas. Desde o início, aquela minha direção de turma não foi nada fácil, atendendo à média das idades e fatores ambientais. Infelizmente,  o que receava concretizou-se. De nada adiantou enfrentar pais com unhas e dentes, ser considerado mau ou antipático... Conforme crescemos, vários são os caminhos com que nos deparamos. Uma estrutura coesa e regrada possibilita a escolha dos melhores ou menos conturbados.

 

   Quando desde cedo os comportamentos disruptivos se fazem sentir, maior é a importância do trabalho conjunto entre pais, professores e estruturas promotoras da Saúde. Remando em caminhos opostos, o resultado é previsível... Por outro lado, os chamamentos, muitas vezes mudos, não podem ser abnegados.

 

   

 

 

 

Toma Lá Pai

 

Desafio | Um Pouco Sobre Mim

   A convite da Mula, eis-me a responder ao desafio "Um Pouco Sobre Mim".

 

A little bit about me

 


1 - Oferecem-te uma viagem no tempo que não podes recusar. Que época escolherias?

 

A Renascentista. Quase tudo nela encanta-me.

Vamos sair da Idade das Trevas rumo à da Luz?

 

2 - Um filme que te arrependes de ter visto?

 

"Recordações da Casa Amarela". Como posso ter gasto dinheiro para ver obra tão horrenda e de uma lentidão exagerada...

 

3 - Fotografar ou ser fotografado?

 

Fotografar, para assim eternizar olhares e brincar com a luz.

 

4 - Se tivesses obrigatoriamente de apagar o blog amanhã, qual seria o título do último post?

 

"Mudança". Isto porque é um fator da vida presente e que não se pode/deve abnegar.

 

5 - Tens [ou já tiveste] alguma celebridade que consideres como o teu ídolo?

 

De criança a jovem adulto, Madonna foi a minha fonte de inspiração, pois sempre esteve à frente dos tempos, com características subversivas. Depois, comecei a perceber o quanto é importante valorizar-nos e alguns dos meus professores adquiriram destaque.

 

 

 

6 - Uma saída com amigos: discoteca até de madrugada ou jantar e ficam todos em casa a conversar?

 

Jantar pois valorizo as interações sociais que valorizam o olhar e a troca de ideias. Mas tudo com música à mistura, claro.

 

7 - Qual foi a frase que alguém alguma vez te disse e que nunca esqueceste [não precisa de ser profunda, há frases que simplesmente nos ficam na cabeça]?

 

"Tudo passa". Embora nem sempre compreenda...

 

 8 - Quando estás no carro ouves rádio ou escolhes a música que queres ouvir?

 

Quase sempre ouço rádio. A música é inesperada, fico informado e há interação com o ouvinte. 

 

9 - Se pudesses voltar atrás no tempo e dizer alguma coisa que ficou por dizer [porque só te lembraste depois, é o que acontece sempre], o que dirias?

 

Como sou frontal, pouco há o que tenha ficado por dizer. Algo que muito me aliviou perante repentina e sofrida partida do meu pai. Nada como a consciência tranquila. Porém, há alguns pedidos de desculpa pendentes...

 

10 - Se pudesses conhecer mais alguém da blogosfera, através deste método, quem desafiarias? 

 

Por este método ou não, espero que este desafio seja levado avante pelo Triptofano, os rapazes João e Luís Jesus, o  Ismael, o António do Ó e O Meu Maior Sonho

 

 

Um quadro, Aquele olhar

20170901_O meu quadro pela Saal Digital

 

   Um fim de tarde, em Espinho, perante uma majestosa tempestade que perante mim se formou.

Um click para recordar as nuvens e o oceano, seguido de muitos outros, até que as lágrimas de um céu bandido, dotado de armas mortíferas insultou-me, impedindo-me de lá continuar. 

 

   A empresa Saal Digital permitiu-me eternizar um dos meus olhares, através da criação de um quadro de decoração. Com  o software disponibilizado no sítio eletrónico, pude escolher o fundo desajado, dimensões, posição da fotografia...

 

   Experimente.

Lá, pode ainda criar álbuns digitais, posteres e produtos de fine art.