Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[In]sensato

O (in)correto deambula entre nós...

[In]sensato

O (in)correto deambula entre nós...

Sinto a tua falta

 

book-1760998_1920.jpg

 

 

 

   O frio fazia-se sentir. 

As ruas permaneciam enevoadas pela dimensão dos nossos desejos e as mãos teimavam em não se unir. Assim eram os tempos de um passado que deixei fugir. 

 

   Na simplicidade e ignorância da idade, a promessa de "não mentir". Foi então que aprendi a nunca dizer nunca. Sem querer, comecei por ocultar algo... Algo que receei, de forma consciente, interferir no nevoeiro e no amanhã.

Ocultar é mentir? Parece-me que sim, e assim o interpretaste, mais tarde, quando o adamastor tomou rédeas. Como não interpretar que o sentido dissemine o desejo em provocar sofrimento ou a separação?

Resta-me dizer que sinto a tua falta, não obstante os anos volvidos.

 

 

John Waite - Missing You

 

8 comentários

Comentar post