Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

Série O Alienista - o crime no mundo da pedofilia

Alienist-Cover.jpg

 

 

   No passado dia 19, através da Netflix chegou-nos um novo thriller psicológico, em 10 episódios, capaz de arrepiar, sem deixar de suscitar interesse.

 

   Em Nova Iorque, século XIX , vários crimes hediondos foram praticados com vários jovens prostitutos. Muitos deles ainda de tenra idade, filhos de famílias emigrantes naquele país ou até órfãos, perdidos pelas ruas dos bairros menos conceituados. Nestes, predominam clubes frequentados por elementos das classes média e alta da sociedade, que procuram satisfazer os seus desejos sexuais junto a meninos vestidos e maquilhados como meninas. A pedofilia é-nos mostrada como prática normal, ainda que num ambiente underground, uma vez que instituições e ricos, subornando ou ocultando, formam uma teia, no intuito de alimentarem tais vícios.

 

    Crianças desmembradas, desventradas e castradas têm surgido com frequência. Ao repórter de crime John Moore vai juntar-se ao psicólogo Laszlo Kreizler para resolverem os crimes. Estes dois, contarão ainda com o apoio de dois detetives judeus e da secretária do chefe de polícia. Ao contrário da série Mindhunter, em que os psicopatas são entrevistados por forma a descobrir os meandros das mentes dos assassinos, nesta série há todo um conjunto de tentativas, no intuito de traçar um perfil do serial killer. Este fará parte da alta sociedade ou terá sido vítima, em criança? Verificar-se-à, durante a série, semelhanças com o Caso Casa Pia, no nosso país?

 

   Fique com o trailer.

 

 

 

   

12 comentários

Comentar post