Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Insensato

(In)correto com sentimento.

(In)correto com sentimento.

04
Jul17

Rótulos e Comportamentos Aditivos

PP

   Podem existir perfis mais suscetíveis às dependências. Traços de personalidade hereditários, a influência do meio ou até mesmo processos bioquímicos, intrinsecos a cada um de nós, podem explicar reações comportamentais ou até mesmo comportamentos aditivos.

 

   Conviver com a diferença pode não ser fácil. Há quem opte pelo abandono, quem desdenhe, ...

Não seremos todos nós susceptíveis de "adquirir" este ou aquele comportamento aditivo, em função das vicissitudes internas ou externas? O que nos leva a rotular quem precisa da nossa ajuda? O que nos leva a humilhar quem apresenta recaídas?

 

   Hoje, apresento-vos o caso de um ator Brasileiro, que tanto sucesso fez e cuja beleza não me parece questionável. Trata-se de Fábio Assunção. Para muitos, é mais fácil compreender o geral, atendendo às situações vividas por figuras públicas. O sucesso e o dinheiro não evitaram que este entrasse em processos de dependências químicas. O lado mais díficil prende-se com a recusa em procurar ajuda. Porém fê-lo. 

 

Fábio Assunção no final da década de 90

 

   É sabido que, perante a generalidade dos comportamentos aditivos existe a probabilidade da ocorrerência de recaídas. E isto aconteceu com este ator, como pode ler aqui. Desta situação, destaco a humilhação e incentivo à violência por parte daqueles que um dia o veneraram, elogiaram, pediram fotos, autógrafos,... Assim, qual é a capacidade de autorreflexão por parte daqueles que rotulam e incintam à queda? Qual é a dimensão da componente humana?

Os anjos também não caem?

 

 

A letra de A queda de um anjo

Testemunhos da verdade
Tanto vão de mão em mão
Que se perdem com a idade
Porque ninguém nasce ensinado
O que aprendi já está errado
Não acredito no meu passado

A queda de um anjo
Em cima de um homem
Que ao ganhar a idade
Perde a razão

Ontem liam evangelhos
Hoje é lei da constituição
Mas que ninguém me dê conselhos
Nunca gostei que a maioria
Organizasse o meu dia a dia
Não acredito em democracia
A queda de um anjo
Em cima de um homem
Que ao ganhar a idade
Perde a razão.

A todos os anjos
De todos os sexos
Agarrem as asas
Ao cair do chão.

A todos os anjos
De todos os sexos
A todos os homens
Agarrem as asas
Ao cair no chão.

 

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Redes Sociais

Facebook

Direitos

Copyrighted.com Registered & Protected 
OEUB-OLVX-XIX7-YGES

Fazemos parte do