Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

A Nu - o Fotógrafo Luís Lobo Henriques

   Luís Lobo Henriques (LLH) é professor do ensino secundário. Tal, não o impediu de ser modelo, na década de 80 e fotógrafo, desde sempre.

 

Luís Lobo Henriques

 

PP: — Quem é o Luís Lobo Henriques?

 

LLH: — Sou certamente um homem interessado em diversos tipos de arte, especialmente em fotografia. Todas as artes visuais, em particular, me estimulam os sentidos. Sou um homem de emoções fortes, racional q.b., mas um apaixonado por certas causas. Defendo as minhas ideias até ao fim, assim como as pessoas que amo. Sou professor por vocação desde miúdo e faço fotografia por paixão incontrolável e incontornável desde os 18 anos. Tudo o que fiz, considero que podia fazer melhor, poucas vezes me sinto satisfeito e ando sempre à procura daquilo que será a perfeição. Vejo muitas obras de arte em fotografia que gostaria de ter sido eu a fazer... Leio muitos textos que gostaria de ter sido eu a escrever...Oiço muitas peças musicais que gostaria de ter sido eu a compor...e por aí fora. Mas com o que mais sonho é poder viajar e fotografar o planeta e as suas gentes!

 

De Luís Lobo Henriques

 

 

PP: — Como surgiu a moda na tua vida e quais as principais memórias que guardas desses tempos? Tratando-se de um modelo masculino, de um país com pouca abertura, como enfrentaste o preconceito?

 

LLH: — Aos 11 anos eu desenhava vestidos de alta costura para imagens da minha musa na altura: Riquita Bauleth, a primeira Miss Angola e Miss Portugal 71. Hoje tratamo-nos por “irmãos” e vejo-a como uma mulher que marcou a minha vida toda. Se antes, aos 8, já eu posava para o meu pai, também ele um sério interessado em fotografia, aos 18 posava eu para um ou outro fotógrafo e me interessava cada vez mais por moda e por fotografia. Estar à frente das objetivas ou atrás delas? Eu pensava: “entre les deux, mon coeur balance”! Nunca me preocupei muito com preconceitos porque era elogiado e estimulado para essa vertente.

 

 

De Luís Lobo Henriques

 

 

 

PP: — Em que momento a fotografia foi além de um mero passatempo? Porquê?

 

LLH: — Quando entrei para a faculdade de Letras em Coimbra, fiz um curso de fotografia (1980) e comecei a participar em concursos de fotografia e exposições coletivas. De repente, tinha as minhas colegas a comprarem rolos Kodak para eu as fotografar e tornei-me para elas uma espécie de Rei do Retrato. Em 1984 já tinha uma fotografia publicada na prestigiada PHOTO francesa que era uma das minhas bíblias sagradas, onde eu ia beber inspiração e aprender com os meus grandes mestres de fotografia. De lá até hoje, foi uma escalada vertiginosa, só interrompida com tarefas muito exigentes que pelo meio surgiram como ser pai por duas vezes.

 

Chocolate-com-areia de Luís Lobo Henriques

 

 

PP: — Quais são as tuas categorias de fotografia preferidas?

 

LLH:  — Fixo-me muito em produção de moda, em nu artístico, em paisagem e retrato. Não foi por acaso que deixei a categoria Retrato para o fim... é que os últimos são sempre os primeiros; por isso a ordem é aleatória. Dirigir modelos é a minha grande temática. Comunicar com as pessoas, vê-las “crescer” perante as minhas objetivas e senti-las felizes por posarem, autoconfiantes e belas. É como “roubar-lhes” a alma no melhor sentido. Para a eternizar. É isso que me faz apaixonar por fotografia, assim como ter aquela luz certa, aquele momento decisivo em plena natureza para captar uma bela imagem.

 

De Luís Lobo Henriques

 

 

PP: — Caso fosses convidado para regressar ao trabalho no mundo da moda, como modelo ou fashion adviser a tua resposta seria…

 

LLH: — Já fui e aceito sempre. Sem qualquer hesitação. Há dois anos desfilei com a minha amiga Angélica Rosado, também ela ex-Miss Portugal, numa jantar de solidariedade, na Costa da Caparica. Nunca deixei de ser um fashion advisor para amigos e modelos, tal como nunca deixei de posar para amigos e fotógrafos em eventos sociais.

 

De Luís Lobo Henriques

 

 

Obrigado Luís, pela colaboração.

 

No modo de galeria, acompanhemos outros trabalhos do fotógrafo, que podemos encontrar no 500px.

 

 

 

12 comentários

Comentar post