Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

Ao recordar Savage Garden

   Se há tema que desperte em mim o sentimento da saudade doce e eterna, acompanhada pela vontade de regressar ao passado, por forma a ter o que nunca foi meu e não voltarei a viver...

 

savage-garden

 

 

Eles são os Savage Garden , neste Truly, Madly, Deeply.

 

 

 

 

 

    Naqueles tempos, foram várias as viagens até à lua, acompanhados por estrelas que deambularam entre a nossa união e prazer. Até ao dia em que não seguimos a mesma viagem.

 

To The Moon & Back

 

 

Desafio 52 Semanas - O que me faz ficar feliz

   A Happy lançou o desafio 52 Semanas. Este consiste em todas, as sextas-feiras, responder a uma questão específica, de uma lista publicada aqui, por forma a darmos-nos a conhecer melhor aos outros. 

 

Desafio 52 semanas

 

 Semana 1 -  Coisas que me fazem ficar feliz

 

O que me desencadeia felicidade de forma instantânea é ouvir e ver crianças que brincam, felizes e enamorar-me por elementos da natureza. Não posso deixar de referir os momentos bons da minha avó e os almoços ou lanches com a minha mãe. 

O Adamastor e o sopro das utopias

   No Quarto Minguante descobri o tema dos GNTK & Joana Rosa que aqui republico. Até então, por mim, desconhecidos, é relevante a verdade delineada na letra da música.

A imagem do vídeo transmite muito daquilo que ainda se vê. Um tema que me parece esquecido, não fossemos Portugueses, o que se constatou na leitura de muitas publicações da blogosfera no período compreendido entre o natal e o ano novo.

   De facto, até aos incêndios que devastaram a região Centro do país, nunca tinha feito parte de um inferno em chamas, ao estilo de um bom thriller,  que se expandia a cada sopro inusitado e demoníaco. Mas tal, não me impediu de "sentir" Pedrogão Grande. Atendendo ainda ao currículo de Ciências Naturais, em vigor no nosso país, é-me difícil compreender alguns episódios de amnésia. De facto, 2017 foi um ano fantástico!... Na destruição de ecossistemas, qualidade do ar, poluição dos solosdas águas, em seca e no não desenvolvimento de espécies essenciais à nossa alimentação; entre outras. 

   Entre chamas, ao ver casas incendiadas sem nada poder fazer, sem a ajuda de quem tem competência para intervir em tais situações, ao depararmo-nos com pessoas e animais desalojados e órfãos (não refiro queimados pois, felizmente, não os vi), perante a inércia de comandos que julgávamos funcionais, acentua-se a ideia de que definir metas ou traçar um balanço positivo de um ano nefasto para muitos, sobretudo para o planeta, parece-me utópico. 

 

O ser humano não é perfeito.

A vida não é linear nem tem movimento retilíneo uniforme.

Deixemo-nos de mariquices. Bastam-me as minhas!

 

 

A letra da música