Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião e entretenimento, no deambular entre pólos

Um adeus a Dolores O'Riordan

 

Adeus-PixTeller-188525 by PP

 

 

 

 

   Um dia, na primeira metade dos anos 90, perído em que pouca música me seduziu, pela manhã, ao som da RFM,  antes da aula de Geometria Descritiva, acordei ao som de uma banda capaz de me embalar no sono e deambular entre as nuvens. Como naqueles tempos, a internet apenas ainda despertava, só mais tarde descobri que o tema que me fazia viajar, presente em alguns momentos da novela A Viagem, em transmissão na SIC, pertencia à mesma banda. Este último era Linger dos The Cranberries

 

   A revolta, a paixão, musicalidade, as letras, o contraste entre temas suaves e "pesados" e a mensagem levaram-me, anos mais tarde, a comprar, de forma compulsiva, toda a discografia da banda, mantendo-me fiel até ao penúltimo disco. 

 

 

 

   Ontem, aos 46 anos, morreu a vocalista dos The Cranberries, a magnífica Dolores O'Riordan, com apenas 46 anos ( 06/09/1971 - 15/01/2018). Ela foi uma ilustre e marcante figura do indie pop da década de 90. Um dos temas mais marcantes, dada a intenção e objeto abordado foi Zombie.

 

 

 

   Os Cranberries desfrutaram de considerável sucesso no seu auge, mas o mesmo não foi imediato. O seu disco de estreia, Everybody Else Is Doing It, So Why Can’t We?, foi lançado em 1993, marcado pelas guitarras cristalinas e melodiosas e o registo etéreo e delicado de O’Riordan. Estes foram os preâmbulos para o sucesso da banda.

 

   Quando a MTV apostou neles, a sua popularidade cresceu. Dreams e Linger chegou às massas graças à sua sensibilidade pop e aos seus inesquecíveis refrões.

 

 

 

   "A sua ascensão levou a que, em 1994, o seu sucessor No Need To Argue escalasse os charts com maior facilidade. O som que este apresentava combinava uma construção sonora mais polida e refinada, como é o caso de  Ode To My Family, com uma abordagem que ao mesmo tempo era mais pesada, de que é exemplo, Zombie " (adaptado por P.P. de "A Vida de Dolores O'Riordan")

 

   O novo milénio foi pouco frutífero para os The Cranberries. Após Wake Up and Smell The Coffee, de 2001, O’Riordan enveredou por uma breve carreira a solo.

 

 

Ouça-se e sinta-se a musicalidade de Promisses.

 

 

   Um dos últimos temas da banda foi Roses, em 2011.

 

 

 Do último álbum, em 2017, deixo-vos Why , um tema etéreo e com poder ao nível da letra.

 

 

   "O desaparecimento dos holofotes levou a um abrandamento em termos de escrita. Os problemas de saúde e da vida pessoal com que a vocalista se debateu em 2013 também acabou por afetar tanto a consistência quanto a qualidade do seu material. Há oito meses, a própria revelou a sua luta com a bipolaridade, e, para além disso, viu-se forçada a cancelar concertos devido a fortes dores que sentiu nas suas costas, dores essas que estavam a afetar a sua respiração. Dolores O’Riordan estava em Londres para fazer uma pequena sessão de gravação quando ontem, faleceu súbita e inesperadamente" (Dias, Daniel, A Vida de de Doleres O'Riordon, acedido a 16/01/18, às 13h.30min).

 

   Um Adeus a uma das minhas Estrelas.

Que descanse em Paz.