Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Insensato

(In)correto com sentimento.

(In)correto com sentimento.

Insensato

24
Set17

Voar sem Enguiço

2P

Olhar o quê e procurar o porquê, para quê?

Dos meus olhos brota a inércia de um ódio não consentido, sem ponta de viso. 

 

Naqueles tempos, o amanhã perdeu o sentido. 

Hoje, os loucos controlam o mundo, desde o micro ao macrocosmos, com um nefasto riso. 

 

Já eu, esse ser desprovido de razão, anseio um voo leve e sem sofrimento. 

Agora, aqui ou ali... Sem sinais, lágrimas ou enguiço.

 

 

Na Serra da Estrela by PP @ Flickr

 

19
Set17

Música #31 | PAG - The Lady is Dead

2P

   Este é um vídeo cheio de significado.

 

Aguardo os vossos pareceres. 

 

 

18
Set17

Cinema #4 | Os Inocentes

2P

 

Los Inocentes

 

 

 

 

   Não, não se trata do Silêncio dos Inocentes. Este é um filme que vi na semana passada, pensando que a principal temática girava em torno da escravatura...

 

   Los Inocentes é um filme argentino de 2015, disponibilizado na plataforma Netflix, dirigido por Mauricio Brunetti. Passado no século XIX, a escravatura ainda está presente. Um menino portador de deficiência motora é tratado de forma rígida e cruel pelo seu pai tirano. Um daqueles homens para quem os "negros eram uma praga" (frase do filme), "estando por tudo quanto é lado". Contudo, não se coíbe de procurar os prazeres da carne junto à escrava mais bonita de senzala. O irmão desta, melhor amigo do menino deficiente, acaba por encurtar o seu trajeto neste mundo, ao ser envergonhado pelo seu dono.

 

   Grávida, a escrava recusa-se a abortar. E aqui assistimos a todo o esplendor da igreja daqueles tempos, sua relação com as famílias ricas e eventuais beatas que matam.

 

 

   Nesta fase, já o filho do dono da fazenda e escravos tinha sido mandado estudar numa colégio distante. No entender do pai, nunca seria ninguém, além de um inválido inútil. Contudo, passados 15 anos, regressa à fazenda, com a sua noiva. Porém, não esperava reviver os abusos, constatar os abusos dos escravos e a existência de espíritos que pretendem levar avante os planos que um dia os levaram à morte. 

 

   Quando vi este filme, não me tinha apercebido que tratava-se de um filme de terror. A ação decorre com alguma lentidão, o que melhor permite entender os sentimentos das personagens. Os figurinos e cenários são pontos fortes, assim como a representação de muitos dos atores. Por vezes, a ação assusta. Ou assustou-me, talvez por acreditar em muito daquilo que pode ser fantasioso para muitos. Uma vez mais, a magia dos autores da América Latina, assiste-se numa obra cinematográfica. Este filme está avaliado com 5.2 no IMDb.

 

Veja o trailer.

  

17
Set17

Arte | Prozession im Nebel

2P

Ernst Ferdinand Oehme (German, 1797-1855, b. Dresden, Germany) - Procession In The Fog (Prozession im Nebel) (detail), 1828  Paintings: Oil on Canvas

 Ernst Ferdinand Oehme (German, 1797-1855, b. Dresden, Germany) - Procession In The Fog (Prozession im Nebel) (detail), 1828 Paintings: Oil on Canvas

16
Set17

Lamento à Incógnita

2P

 

Close Door by PV - Flickr

 

 

   Quantas vezes o sofrimento é mensurável? 

A matemática da vida não permanece objetiva e o conjunto solução é tantas vezes vazio ou infinito. 

 

   Nos acordes das notas de sangue, em Dó maior, a dor da alma arrisca-se a anular as fragrâncias que aquela porta encerra, a par das memórias de uma vida, agora quase sem cor. 

De que adianta gritar, quando o mundo desvirtualiza o que é nosso?

 

Assim, aos poucos se morre.

Na espera.

Na oração.

Da esperança.

 

Temporariamente sós, até àquele lapso da vida que nos remete para a incógnita.

 

 

15
Set17

Arte | De Mariano Peccinetti

2P

ART PRINT BY MARIANO PECCINETTI - Tumblr

 

Quais são as suas perceções relativas a esta obra?

13
Set17

Desafio | Desarrumações Mentais

2P

   Este desafio foi-me lançado pela Desarrumada . Logo considerei-o hilariante.

Vamos levá-lo avante?

 

1 - Se te pagassem 100.000€ para posares na capa de uma revista, a segurar uma garrafa de champanhe numa mão e com alguém ao teu lado a dar-te morangos à boca vestido com o fato-de-banho verde do Borat, preferias que essa pessoa fosse o Manuel Luís Goucha ou o Fernando Mendes?

 

Sem dúvida, o Fernando Mendes. Juntos seriamos confundidos com uma bola de neve e ninguém reparia devidamente em tal ousadia. Remus, juntas-te a nós?

 

Borat

 

2 - Ias num cruzeiro, o teu barco naufragava, só havia dois sobreviventes e ambos davam à costa na mesma ilha deserta, com 4 metros x 4 metros. Teriam que obrigatoriamente conviver um com o outro todas as 24 horas do dia e ajudar-se mutuamente para sobreviver. Escolhias naufragar com o Donald Trump ou com o Kim Jong-un?

 

 

Esta pergunta não é de resposta fácil. Embora o Kim seja muito inteligente, enquadro-o num perfil semelhante ao de Hitler, sendo muito inteligente. Bem sei que, em termos de sobrevivência, dada a inteligência, este seria a melhor escolha. Porém, prefiro ficar em risco de morte com Donald Trump, que muito tem a aprender com o Robison, que por lá parecerá. 

 

3 - Estás de olhos vendados numa câmara de tortura a ouvir em loop os mesmos 5 CD's. Não sabes quanto tempo vais lá estar, pode ser 1 dia, pode ser um ano. Que banda sonora escolhias: Quim Barreiros ou Ana Malhoa?

 

Quim Barreiros, claro, Pelo menos, tem humor e é deste mundo. Até agora, ainda não descobri elementos estranhos no meu corpo, causados pela Ana Malhoa, ao contrário do Triptofano.

 

4 - Escolhe, rápido: uma martelada no meio da mão direita ou bater com o dedo mindinho do pé esquerdo na quina de um móvel?

 

Bater com o dedo mindinho do pé esquerdo na quina de um móvel. Certamente ouvir-se-à uma palavra muito feita, mas sem outras consequências de maior. Quem gosta de marteladas, é o nosso HD.

 

5 - Última pergunta desta ronda: se fosses eleito presidente de Portugal, e te fosse concedido um génio da lâmpada que só te pudesse realizar um único desejo relativamente às tuas acções políticas, tu optavas por aumentar o salário mínimo para 1100€/mês ou fazer com que nunca mais houvesse um incêndio em Portugal?

 

Pergunta muito difícil, mas penso que dada a minha consciência ecológica e os benefícios a curto e longo prazo, optaria por que não mais houvesse um incêndio em Portugal. 

 

Para dar continuidade a este desafio, podendo responder às perguntas nos comentários ou elaborar uma publicção, nomeio o Robison, o HD, o Remus e a Fátima.

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

No

Follow

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Facebook

subscrever feeds

Estamos em

Instagram

Direitos

Copyrighted.com Registered & Protected 
OEUB-OLVX-XIX7-YGES