Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[In]sensato

O (in)correto deambula entre nós

[In]sensato

O (in)correto deambula entre nós

A Diferença ainda Choca

 

   Técnica de marketing ou verdadeiro interesse na defesa dos direitos das pessoas LGBT, a capa da revista Cristina, liderada por Cristina Ferreira, tornou-se viral.

 

Capa revista Cristina - julho 17

 

 

   Lamentavelmente, logo se ergueram vozes escondidas em perfis falsos e atrás de um monitor, na forma de  comentários com a predominância do ódio e do rancor. A orientação sexual ainda choca os portugueses, não obstante os progressos registados no nosso país. A orientação sexual ainda é encarada como escolha ou doença. Não o é! Contudo, o que não entendo, prende-se com a incapacidade de projeção dos xenófobos, também designados por homofóbicos. Os seus filhos, sobrinhos, ... qualquer ente querido pode nascer "diferente".

 

 

Mas o que é ser diferente?

   Não obedecer à norma, mas ao longo da história, a mudança e o progresso foram levadas avante por parte de quem não obedeceu à norma. Já pensou nisso?

 

 

   Infelizmente, na capa ou artigos, não há nenhum casal portador de deficiência. A sexualidade dos portadores de deficiência é algo que continua a ser abnegado e escondido.

 

  Quebremos barreiras, deixemos os estereopidos de séculos passados e caminhemos rumo ao amor, aceitação e paz. Não continuemos a criar e promover guerras. Existe um perfil típico de quem tem como orientação sexual a não heterossexualidade? Assista ao vídeo e tire as suas conclusões.

 

Sugiro ainda a leitura deste artigo do Fred que tão bem elucida acerca daquilo que ainda "choca" no nosso país.

 

 

 

Darko - Olhos no chão

 

Darko

 

 

O que dizer acerca de uma letra que de vós tanto tem?

 

 

Queres saber quem és
Ninguém sabe o teu nome
Falas em vão

...

O dia morreu
Não sei quem sou eu

...

Olha pra mim
Para o que eles me fizeram
Já sei dizer não

 

                                                Darko - Olhos no Chão

 

 

 

Letra

Roberto Carlos - Esse Cara Sou Eu

tumblr_n77vfaOUQB1spw6szo3_500.jpg

 

 

 

O homem que quase tentamos ser.

O homem que o(a) parceiro(a) deseja.

 

 

Letra

 

O cara que pensa em você toda hora
Que conta os segundos se você demora
Que está todo o tempo querendo te ver
Porque já não sabe ficar sem você

E no meio da noite te chama
Pra dizer que te ama
Esse cara sou eu

O cara que pega você pelo braço
Esbarra em quem for que interrompa seus passos
Está do seu lado pro que der e vier
O herói esperado por toda mulher

Por você ele encara o perigo
Seu melhor amigo
Esse cara sou eu

O cara que ama você do seu jeito
Que depois do amor você se deita em seu peito
Te acaricia os cabelos, te fala de amor
Te fala outras coisas, te causa calor

De manhã você acorda feliz
Num sorriso que diz
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu

Eu sou o cara certo pra você
Que te faz feliz e que te adora
Que enxuga seu pranto quando você chora
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu

O cara que sempre te espera sorrindo
Que abre a porta do carro quando você vem vindo
Te beija na boca, te abraça feliz
Apaixonado te olha e te diz
Que sentiu sua falta e reclama
Ele te ama
Esse cara sou eu

Esse cara sou eu
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu

Cinema - Holding The Man

  Ontem, ao fim da tarde, decidi assistir ao filme Holding the Man.

De 2015, este filme autobiográfico Australiano, está disponível no serviço da Netflix.

 

Holding the man

 

 

    A ação decorre nos anos 70, com cenários e figurinos bastante bons, e a primeira metade dos anos 80. É nesta que incide a magnífica banda sonora, com êxitos como I Feel Love, Dreamer, Forever and a Year, (Don´t Fear) The Reaper ou This Time .

 

    Ao longo do filme, somos convidados a conhecer a história de amor vivida entre o escritor Timothy Conigrave e o atleta John Caleo. Um romance com idas e voltas, preconceito e superação, até a SIDA (AIDS) imprimir marcas bem dramáticas e definitivas no relacionamento. Em alguns aspetos, o filme pode comparar-se  com Filadélfia 

 

   A intensidade e veracidade impostas pelos seus protagonistas, Ryan Corr e Craig Stott, são as principais valias desta obra cinematográfica. Considero que domínios menos abordados ou explorados neste filme dariam uma excelente série, com o dramatismo e veracidade de 13 Reasons Why.

 

   Veja o trailer:

 

 

Rótulos e Comportamentos Aditivos

   Podem existir perfis mais suscetíveis às dependências. Traços de personalidade hereditários, a influência do meio ou até mesmo processos bioquímicos, intrinsecos a cada um de nós, podem explicar reações comportamentais ou até mesmo comportamentos aditivos.

 

   Conviver com a diferença pode não ser fácil. Há quem opte pelo abandono, quem desdenhe, ...

Não seremos todos nós susceptíveis de "adquirir" este ou aquele comportamento aditivo, em função das vicissitudes internas ou externas? O que nos leva a rotular quem precisa da nossa ajuda? O que nos leva a humilhar quem apresenta recaídas?

 

   Hoje, apresento-vos o caso de um ator Brasileiro, que tanto sucesso fez e cuja beleza não me parece questionável. Trata-se de Fábio Assunção. Para muitos, é mais fácil compreender o geral, atendendo às situações vividas por figuras públicas. O sucesso e o dinheiro não evitaram que este entrasse em processos de dependências químicas. O lado mais díficil prende-se com a recusa em procurar ajuda. Porém fê-lo. 

 

Fábio Assunção no final da década de 90

 

   É sabido que, perante a generalidade dos comportamentos aditivos existe a probabilidade da ocorrerência de recaídas. E isto aconteceu com este ator, como pode ler aqui. Desta situação, destaco a humilhação e incentivo à violência por parte daqueles que um dia o veneraram, elogiaram, pediram fotos, autógrafos,... Assim, qual é a capacidade de autorreflexão por parte daqueles que rotulam e incintam à queda? Qual é a dimensão da componente humana?

Os anjos também não caem?

 

 

A letra de A queda de um anjo

 

 

Os acessórios Trendhim no universo masculino - 2.ª parte

Trendhim

 

   Dando continuidade à publicação anterior, a respeito dos acessórios Trendhim, chegou a altura de falar-vos de relógios e mochilas.

 

   O relógio é fundamental no outfit de um homem, e é o mais clásico e intemporal. Dependendo da ocasião, usamos um mais clásico ou mais informal. Sendo os de couro e de metal mais clásicos e os de plástico e cores mais informais. É importante que o relógio tenha boa qualidade pois é um acessório para usar diariamente. Uma cor como o preto ou castanho também uma boa opção pois combina com tudo. Eis algumas sugestões:

 

Relógio Clássico

 

Relógio clássico

 

Relógio informal

 

   É chegado o momento de apresentar-vos o meu favorito. Uma mochila de couro.

A decisão não foi fácil! Acabei por optar por um modelo perfeito para o trabalho, com mil compartimentos para computador, telemóvel, livros ... Mas certamente o que mais me chamou a atenção e uma das razões pelas quais eu a escolhi, é a sua dupla funcionalidade, pois pode usar a tiracolo ou como mochila.

 

Compartimentos da mochila

 

Mochila tiracolo

 

Mochila

    Ser elegante e manter um look sofisticado é fácil de conseguir e não pesa na carteira. Pode encontrar mais inspiração em Trendhim.

A série Sense8

Sense 8 - Netflix

 

   Neste artigo, apresento a minha opinião acerca da série Sense8, transmitida na Netflix, em duas temporadas, prevendo-se um episódio de 2 h, por forma a satisfazer os anseios dos fãs. 

 

   Sense8 foi criada pelos irmãos Wachowski, The Matrix, e por J. Michael Straczynski, Babylon 5. De início tive dificuldade em compreender a narrativa e a definição da história. Ela desafia e explora vários conceitos e realidades em simultâneo, deixando vários pontos de interrogação a pairar durante toda a 1.ª temporada. Os primeiros episódios são lentos e a trama demora a organizar-se. Esta segue a história de oito indivíduos de oito cidades diferentes, Chicago, São Francisco, Londres, Cidade do México, Seoul, Berlim, Nairobi e Mumbai, enquanto estes descobrem que estão ligados intrinsecamente uns aos outros pelos seus sentidos.

 

 

 

 

   Considero que esta série valoriza a amizade, a igualdade, o espírito de grupo e a tolerância sexual, social e religiosa. Nela é inegável a qualidade técnica atrativa e as personagens com dramas humanos bastante reais e identificáveis. Em alguns aspetos, a história tem uma dimensão de ficção científica, mas é no erotismo, ação, drama e algum suspense que consegue o seu exponencial. Algumas razões para ver esta série são a ousadia e a diferença, perfil dos personagens, apresentação de diferentes realidades (LGBT, culturais, sociais, religiosas, sexuais,...) e a banda sonora. Destaco,

 

What's up das 4 non Blondes;

 

Kettering dos The Antlers;

- Mute dos Youth Lagoon;

- Mad World por Marius Furche e

Knockin’ On Heaven’s Door por Antony & The Johnsons.

 

   Do mistério envolvendo os sensitivos, a série começou a dar lugar ao desenvolvimento da vida dos protagonistas, deixando de lado a componente inicial. Assim se desenvolveu a 1.ª temporada enfatizando as orgias, os encontros sensoriais e as cenas de ação. A primeira metade da segunda temporada concentrou-se em estabelecer as descobertas dos sensitivos a respeito da organização secreta que os persegue, entre muitos flashes que informam ao público a derradeira verdade sobre as capacidades dos protagonistas. O mistério cessou, ainda que esta tenha sido a minha preferida. 

 

 

   Alguns dos personagens passam quase toda a temporada em função do mistério e outros não. As narrativas mais interessantes acabam sendo a de Lito, Miguel Ángel Silvestre, que decorre quase toda por fora da trama central  e a de Nomi, Jamie Clayton, a única personagem que consegue unir perfeitamente seu envolvimento com o mistério e com a própria vida pessoal. Não por coincidência, esses dois personagens são ligados às causas LGBT. 

 

Miguel Angel Silvestre

 

Jamie Clayton

 

 

   Sense8 tem muitos aspetos positivos e a sua existência é importante sobretudo para as causas das minorias. O "dar explicações", evidente na 2.ª temporada, ao invés do "como" ou saber o porquê é uma crítica apontada por muitos. Contudo, como já referi, esta temporada foi a minha preferida. 

Os acessórios Trendhim no universo masculino

Acessórios para homem

 

 

   Gosto de elementos práticos e dentro do prático, penso que o que, nos nossos dias, não pode faltar no armário masculino são os acessórios. Acessórios de todo o tipo, desde uma gravata a um anel.

Detalhes como acessórios podem complementar o look de um homem. Sem dúvida que um homem que usa uma camisa branca parece que tem um look totalmente diferente se acrescentar alguns acessórios como uns colares ou relógio. Por isso, os acessórios são o presente perfeito para homem e os que hoje vou apresentar são de uma marca dinamarquesa, Trendhim que tem mercado em Portugal. Os produtos deixaram-me muito surpreendido pela positiva.

   Nesta publicação vou mostrar alguns dos produtos que selecionei e que combinam com tudo. Além disso dão um toque especial e diferente a um look, o que todos nós homens pretendemos!

 

   De início vou mostrar-vos um acessório casual e vintage que adoro. O colar!

 

Um dos meus colares preferidos

 

O colar

 

Colar

   

   Outro acessório fundamental são as gravatas. 

 

   Geralmente as gravatas são usadas ​​em ocasiões formais ou semiformais. Elas são a combinação perfeita de um estilo clássico e um estilo casual, e, portanto, são perfeitas para eventos que não têm um código de vestimenta, dress code, tão rigoroso.

 

Seguramente há uma que satisfaça o seu gosto pessoal, pois são inúmeras as formas e materiais que as compõem. Como tal, aqui todos somos livres para escolher a que melhor se adapta à nossa personalidade e estilo. Pessoalmente, dos meus favoritos constam as vermelhas ou aquelas com um padrão diferente, uma vez que dão personalidade a um look

 

Gravata vermelha

 

Gravata com padrão

 

Este look ficará ainda mais elegante se for combinado com um alfinete ou lenço de bolso.

   Infelizmente, nem todas as camisas podem ser usadas com botões de punho. Mas, sem dúvida que trazem um toque extra de elegância. A diversidade de botões de punho no mercado é incrível. Portanto, não temos necessariamente que usá-los apenas em ocasiões especiais. Também podem ser usadas com uma camisa e jeans

A apresentação, em fotografias, encontra-se na forma de galeria. Apenas tem que seguir as "setas".

 

 

   Na próxima publicação dar-vos-ei a conhecer os relógios e mochilas.

Como pode ver, ser elegante e manter um look sofisticado é fácil de conseguir e não pesa na carteira. Podes encontrar mais inspiração em: Trendhim.

 

 

 

Pág. 4/4